InícioArtigos> Validação de sistemas na indústria farmacêutica gera dúvidas

Tamanho da fonte:-A+A

Validação de sistemas na indústria farmacêutica gera dúvidas

JOrWaD@baguete.com.br // sexta, 30/03/2012 16:16

Em 16 de abril próximo fará exatamente dois anos que a indústria farmacêutica passou a contar com uma atualização na RDC 17, publicada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

A partir de 2010, todos os sistemas computadorizados que impactam na produção de medicamentos precisam ser validados.

Ou seja, houve uma nova realidade para quem está nas áreas operacionais e de qualidade que ainda é motivo para muitos debates e, pelo que vemos no dia a dia, muita dor de cabeça.

Ainda em maio do ano passado, os laboratórios precisaram listar todos os sistemas envolvidos na produção, desde ERPs, LIMS e WMS, passando também pelo chão de fábrica e os CLPs, Sistemas de Supervisão, Controle e Operação.

Agora, o novo prazo é maio de 2013 para que a validação seja finalizada.

 

O que é importante deixar claro é que a validação dos sistemas computadorizados não é um bicho de sete cabeças.

Não se pode criar uma barreira psicológica dentro das indústrias que faça com que a validação seja emperrada.

É preciso que haja qualificação de todos os envolvidos e que se crie uma cultura de validação nos laboratórios, com envolvimento de diversas áreas e conscientização sobre manutenção do estado de validado. Não faltam opções de seminários e eventos ligados ao tema.

E a Anvisa libera todas as informações dos procedimentos em seu portal na Internet.

 

Na prática – Os sistemas computadorizados normalmente são compostos por sensores, transmissores, placas de aquisição de dados, controladores e computadores.

É de extrema importância que fatores externos não afetem o funcionamento destes componentes, pois medições de parâmetros podem ser afetadas, alarmes falsos podem ser gerados e equipamentos podem ser danificados por condições de operação inadequada.

 

Entre os benefícios da validação de sistemas computadorizados estão reconhecimento e conformidade com os órgãos reguladores nacionais e internacionais, diminuição do tempo e risco na manutenção dos sistemas em produção, segurança e controle do processo validado e conhecimento profundo do processo pela indústria e pelo fornecedor, entre outros.

*Eric Vinicius é analista comercial da Iastech Automação de Sistemas

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
Teletex

A filial da Teletex em Porto Alegre está em novo endereço à partir do dia 3 de novembro, na Av. Carlos Gomes, 1859 - sala 508, Petropólis, mas o telefone continua o mesmo (51) 2103-1000. Nossas portas estão abertas para recebê-lo. Aproveite e venha tomar um café conosco.

A Teletex 360º IT solutions participará do III Workshop de Tecnologia de Redes do Ponto de Presença da RNP em Santa Catarina e da Rede Metropolitana de Educação e Pesquisa da Região de Florianópolis (III WTR PoP-SC/REMEP-FLN). Esse workshop tem o objetivo de promover o encontro dos gestores e técnicos da área de tecnologia da informação das instituições participantes.

Teletex
Teletex - Site Teletex - Facebook Teletex - Blog Box2U