Baguete
InícioCases> Case Liquid GED – Digitalização de prontuários médicos

Case Liquid GED – Digitalização de prontuários médicos

Com a meta de melhorar a gestão dos seus prontuários médicos em papel, dois dos maiores hospitais do Rio Grande do Sul, ambos localizados em Porto Alegre, contrataram as soluções da Rede&Imagem Tecnologias em 2011 e em 2008, respectivamente.

Hoje, ambos conseguiram transformar o espaço que antes era ocupado por papel, além de agilizar os trâmites burocráticos para que a área financeira possa cobrar os convênios, SUS, operador de saúde ou mesmo os pacientes particulares.

Com o objetivo de garantir a recuperação da informação com agilidade, o Liquid GED foi instalado nos servidores das duas instituições e integrado aos respectivos sistemas de gestão de prontuários eletrônicos. Sendo uma solução que possibilita ao médico ter a informação que ele precisa em tempo real, a necessidade de buscar um documento físico foi gradativamente sendo eliminada.

É por isso que, depois de alguns meses de trabalho, o manuseio de documentação física, de maneira geral, diminuiu bastante. Duas das características do Liquid (para acessar a demo bastar usar o usuário "admin", sem senha) que mais agradaram os clientes foram a sua simples usabilidade, por parte do usuário final, e a flexibilidade para integrar a parte de papel dos prontuários eletrônicos.

No ano de 2008, um dos projetos de digitalização começou dentro do SAME (Serviço de Arquivo Médico), onde foi montado um “chão de fábrica” com scanners capacitados a digitalizar milhares de documentos por dia. Para dar um cunho social ao projeto, foram contratados deficientes de fala e de audição para operar os scanners e digitalizar os prontuários.

A equipe da Rede&Imagem entrou com o treinamento e consultoria nesta primeira etapa, que foi realizada com sucesso pela equipe e por funcionários do hospital que se mobilizaram para tal acontecimento.

Aos poucos, cada um dos diferentes setores dentro deste hosptal foi aderindo ao uso da ferramenta de GED: como o Liquid fica instalado no CPD da instituição, depois do SAME vieram o Hemocentro, Emergência, Contratos, Secretaria Geral, e, principalmente o Financeiro.

Cerca de 3.000 contas mensais hoje estão 100% digitalizadas, não existe mais arquivo físico com documentação de internação. A estimativa é que o manuseio de documentação diminuiu 70%.

Em 2011, teve início o outro projeto de digitalização de prontuários, mas desta vez com o seguinte panorama: um carrinho era utilizado para levar os prontuários médicos do SAME até as mãos dos médicos em seus consultórios para que eles pudessem realizar os atendimentos de dia-a-dia. De uma forma simplificada, o Liquid se propôs a eliminar o uso deste carrinho.

Foram instalados 03 scanners dentro do arquivo médico, e neles era realizada a digitalização diária da documentação que seria utilizada nos atendimentos do dia seguinte. Em uma segunda fase do projeto, com o apoio da área de TI do Hospital foi feita a integração do Liquid com o sistema de prontuários eletrônicos, assim como com o sistema de gestão utilizado pelo Hospital.

A Rede&Imagem Tecnologias, com seus quase 30 anos de mercado, já atendeu organizações da área da saúde de todos os portes. Nos últimos 10 anos, especificamente, o Liquid GED cumpriu e até hoje segue cumprindo com o seu papel de transformar documento físico em informação digital confiável nestas duas grandes instituições gaúchas.

Comentar

Envie suas dúvidas ou comentários pelo formulário abaixo:

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.

Publique seu case no Baguete e atinja mais de 400.000 leitores mensalmente!

Entre em contato conosco para maiores informações.
Gerson Leonini - (51) 3019-7779