Baguete
InícioNotícias> Apple abre Swift para desenvolvedores

Tamanho da fonte:-A+A

OPEN SOURCE

Apple abre Swift para desenvolvedores

Leandro Souza // sexta, 04/12/2015 11:06

Em uma decisão arrojada em relação ao seu perfil comercial, a Apple anunciou que vai abrir o código do Swift, linguagem de programação desenvolvida pela fabricante para a criação de aplicações para o iOS.

Apple abre o Swift. Foto: divulgação.

O projeto da Apple envolve a criação do website Swift.org para compartilhamento de conhecimentos, assim como a postagem do código e compiladores de dados da plataforma no Github, famoso repositório de dados e código para programadores.

A companhia também disponibilizou gerenciadores de pacotes para a formatação de apps, para que aplicações possam ser facilmente portadas entre Linux, Mac OS X, iOS, watchOS (Apple Watch), e tvOS (Apple TV).

Criada no ano passado para atrair novos programadores à plataforma Apple, com uma linguagem mais simplificada de desenvolvimento, o Swift agora pode ir além dos dispositivos da empresa de Cupertino.

Para analistas, ao abrir o código de sua plataforma, a Apple está criando um caminho para que o código passe a rodar em diversos outros sistemas, incluindo servidores Linux, sistemas Windows e até mesmo smartphones Android, principal sistema rival do iOS.

Segundo aponta a Wired, o código permitirá que desenvolvedores possam criar softwares capazes de rodar em qualquer um dos maiores sistemas operacionais, com poucos alterações de código.

"A Apple criou o Swift como uma linguagem que é significativamente mais fácil de aprender que a sua anterior (Objective-C), mas que entrega a mesma velocidade. Grandes empresas como Vine, Yahoo e LinkedIn já usam este código em dispositivos Apple e devem estudar formas de rodá-la em outras máquinas", afirmou Cade Metz, da Wired.

Com a movimentação, a Apple, famosa por manter uma postura proprietária em seus produtos, cedeu a uma grande demanda da comunidade de desenvolvedores, que pede mais abertura nos códigos de desenvolvimento de software.

Grandes empresas, de Google a Facebook, passando por Uber e Airbnb, rodam seus sistemas em data centers baseados em Linux. Além disso, o linguagem aberta está cada vez mais popular em dispositivos móveis - o Android é baseado em Linux.

“Open source é o padrão para os desenvolvedores agora. É a forma pela qual eles compartilham ideias. Em um modelo fechado, eles não tem muito espaço para inovar", afirmou Sean Stephens, CEO da Perfect, empresa de integração de aplicações em data centers Linux.

Leandro Souza