Baguete
InícioNotícias> Seguradora substitui equipe por Watson

Tamanho da fonte:-A+A

JAPÃO

Seguradora substitui equipe por Watson

Júlia Merker
// sexta, 06/01/2017 13:23

A seguradora japonesa Fukoku Mutual Life irá substituir 34 funcionários de seus escritórios por um sistema de inteligência artificial baseado no Watson, da IBM. 

A Fukoku Mutual Life irá substituir 34 funcionários por um sistema baseado no Watson Foto: flickr/nvidia.

A ferramenta será utilizada para calcular os pagamentos aos segurados da companhia. 

De acordo com o Business Insider, a empresa espera aumentar em 30% em sua produtividade com a mudança. A Fukoku Mutual Life ainda acredita que o investimento trará retorno financeiro em menos de dois anos de implantação.

A companhia vai investir £1,4 milhão no sistema e espera economizar £1 milhão por ano após a troca dos humanos pela computação cognitiva.

O Watson será usado pela seguradora para ler informações médicas, como tempo de internação, procedimentos realizados e histórico de pacientes, para determinar o valor dos pagamentos que devem ser feitos.

A adoção da tecnologia fará com que os funcionários que realizam as mesmas atividades se tornem redundantes a partir de março.

Embora o uso de IA reduza drasticamente o tempo necessário para calcular os pagamentos da Fukoku Mutual - que somaram 132 mil durante o ano financeiro atual - os valores não serão pagos até que sejam aprovados por um membro da equipe.

A diminuição e o envelhecimento da população japonesa, juntamente com sua experiência em tecnologia robótica, fazem do país um local promissor para testes de inteligência artificial.

De acordo com um relatório de 2015 do Nomura Research Institute, quase metade de todos os empregos no Japão poderão ser realizados por robôs até 2035.

Além da Fukoku Mutual Life, o Dai-Ichi Life Insurance já introduziu um sistema baseado no Watson para avaliar os pagamentos - embora não tenha reduzido o número de funcionários. Já a Japan Post Insurance está interessada em introduzir uma ferramenta semelhante.

O projeto da Fukoku com o Watson é um dos mais avançados já divulgados, pois apresenta modificações na estrutura da empresa.

O Watson foi lançado pela IBM em 2014, a partir de um investimento de US$ 1 bilhão da companhia. A empresa investiu intensamente na área de saúde após lançar o sistema, aplicando mais de US$ 4 bilhões nas compras das companhias Phytel, Explorys e Merge Healthcare.

Depois do Watson for Health, a empresa trabalhou ao longo de 2016 para apresentar outras soluções de computação cognitiva para segmentos específicos.

Em setembro, a empresa lançou o Legal Cognitive em parceria com a Finch Soluções, empresa de tecnologia para a automação de processos jurídicos. O sistema para o mercado judiciário, que conta com recursos do Watson, dá suporte a profissionais do ramo em análises de documentações.

Também em setembro a IBM firmou um acordo para adquirir a consultoria financeira Promontory. O plano é combinar os conhecimentos da companhia de finanças com o Watson para aconselhar clientes sobre regulação financeira a partir de inteligência artificial.

Já em dezembro, a IBM lançou sua plataforma beta do Watson para Cibersegurança. Inicialmente, 40 organizações testarão o sistema para combater as ameaças virtuais.

Júlia Merker