Baguete
InícioNotícias> Workana recebe aporte de R$ 8 milhões

Tamanho da fonte:-A+A

FREELANCERS

Workana recebe aporte de R$ 8 milhões

Júlia Merker
// quarta, 09/03/2016 16:55

O Workana, marketplace voltado para contratação de freelancers com atuação em toda a América Latina, anuncia nova rodada de investimento no valor de R$ 8 milhões, por meio do Seek.

Tomas O’Farrell, co-fundador da Workana. Foto: Reprodução.

Com o aporte, o grupo australiano tornou-se o maior investidor da companhia, que possui no Brasil seu principal mercado, com 50% do volume de negócios de toda a região de atuação.

A Seek também é acionista de empresas como Brasil Online Holdings - controladora da Catho - e OCC (Centro Online de Carreiras do México). 

A maior parte do valor será aplicado em TI, com foco em contratações de mais profissionais da área para investir em melhorias da plataforma, principalmente na versão mobile. 

De acordo com Tomas O’Farrell, co-fundador da empresa, o aporte auxiliará a empresa a seguir com as metas de crescimento.

“Ano após ano temos dobrado o volume de projetos e de clientes. No Brasil, já detemos 60% do número de projetos cadastrados por mês nas principais plataformas de contratação de freelancers com atuação no país”, pontua o executivo.

Fundada em 2012, a empresa já havia recebido investimento no valor de R$ 5 milhões do grupo de mídia inglês DMGT - controlador do Daily Mail - e de investidores-anjo da região, como Marcos Galperin, do Mercado Livre, e Marco Giberti.

Com 30 funcionários em seus dois escritórios, localizados no Brasil e na Argentina, a empresa possui atuação em toda a América Latina e conecta mais de 290 mil freelancers às empresas que precisam de serviços nos escopos de desenvolvimento de aplicativos web e mobile, TI e programação, design e multimídia, tradução e conteúdo, marketing e vendas, e finanças e administração.

Em três anos de atuação, a Workana já atingiu a marca de mais de 100 mil projetos em toda a região.

No Brasil, há outros portais que possibilitam a busca e divulgação de trabalhos no modelo freelancer.

O GetNinjas, por exemplo, permite o anúncio de serviços diversificados, que vão desde aulas de dança e serviços domésticos até consultoria de economia e finanças. O prestador de serviços ganha uma página pessoal com as descrições, fotos e avaliações do trabalho.

Também está presente no país o Freelancer.com, que funciona em mais de 248 países. São quase 13 milhões de usuários cadastrados, dos quais 20% empregadores, com  cerca de 270 mil ofertas de trabalho. 

O 99 Freelas conecta profissionais em busca de trabalho a empresas ou pessoas que tenham projetos a ser feitos. Criado com o foco apenas em programadores, o portal expandiu suas áreas de classificados ao longo do tempo.

Outra plataforma brasileira é a Trampos, que além de freelas também divulga oportunidades de trabalho de tempo integral.

Júlia Merker