Baguete
InícioNotícias> Bizagi foca vertical financeira

Tamanho da fonte:-A+A

PARCERIA

Bizagi foca vertical financeira

Júlia Merker
// quarta, 11/01/2017 13:14

A Bizagi, que abriu um escritório no Brasil há quase um ano, quer crescer no país com foco na vertical de serviços financeiros, especialmente em seguradoras.

Rodrigo Portieri, diretor da operação brasileira da Bizagi. Foto: Divulgação.

No segmento, a empresa já tem clientes como Caixa Seguradora, Cardif, Generali, Seguros Universal, Axa e Old Mutual.

Uma das estratégias para conquistar mais clientes no segmento financeiro é a recente adição da ITG do Brasil ao programa de parceiros da Bizagi. 

“A expertise da ITG traz bastante sinergia a nossa estratégia de atuação vertical, principalmente por sua carteira ativa de clientes, com mais de 80% do das seguradoras e resseguradoras presentes no país”, afirma Rodrigo Portieri, diretor da operação brasileira da Bizagi.

O programa de parceiros também inclui as empresas Atos, para grandes contas; Compsis, de São José dos Campos; GNOFI Consulting, de Brasília; MBS Consulting, de Porto Alegre; Microware, de Niterói; Pentago Consulting, de Vitória e Tecnisys, de Brasília.

A Bizagi oferece uma Plataforma de Negócios Digitais que busca um processo bem-sucedido de transformação digital, para evitar a falta de alinhamento nas empresa entre a TI e as áreas de negócios, sistemas e processos.

A Bizagi conta com três sistemas: Modeler, Studio e Engine. O Modeler é uma aplicação freeware para diagramar graficamente, documentar e simular processos no modelo BPM. 

Já o Bizagi Studio é uma solução freeware que permite que as organizações automatizem os processos de negócio e fluxos de trabalho. Por fim, o Bizagi Engine registra os processos previamente modelados e automatizados para que sejam executados em toda a organização. 

O Engine pode ser usado gratuitamente por companhias com até 20 usuários. Já o Modeler, por exemplo, é gratuito em sua versão padrão, mas há um modelo pago com a possibilidade de colaboração entre usuários na nuvem.

“Nos próximos 5 anos muitos dos modelos de negócios atuais serão substituídos por produtos ou serviços oferecidos por empresas nascidas digitalmente. Queremos apoiar nossos clientes em suas jornadas pela transformação digital e permitir a experimentação ágil, ou seja, a capacidade de criar um MVP (Mínimo Produto Viável) e rapidamente testá-lo no mercado”, destaca Portieri.

Fundada no Reino Unido em 1989, a Bizagi tem escritórios em cidades como São Francisco, Nova York, Bogotá, Madrid, Munique e São Paulo.

Júlia Merker