Uma rede de alto desempenho tornou-se um dos requisitos básicos para qualquer infraestrutura de TI nas empresas.

A fim de garantir as operações comerciais impecáveis, todos os processos deveriam ser executados sem complicações, o que também vale para a comunicação interna e externa entre os diferentes locais das empresas, assim como entre clientes e parceiros.

Para manter sempre o controle sobre o desempenho, disponibilidade e utilização de largura de banda em uma rede TI, recomenda-se o uso de um sistema de monitoramento de rede que analise constantemente as operações na rede e que alerte o pessoal de TI quando ocorrerem erros ou quando valores críticos forem excedidos. Mas quais seriam os principais critérios para a escolha de uma boa solução de monitoramento de rede?

Mais tempo para o essencial

Em geral, uma solução de monitoramento é caracterizada pela detecção precoce e notificação de erros, falhas e ultrapassagem de limites, permitindo assim uma ação imediata. Com isso, a equipe de TI não precisa mais ficar continuamente de olho em todos os componentes de rede como servidores, desktops, aplicações e tráfego, possibilitando que administradores dediquem seu tempo em outras tarefas.

Este fator foi ressaltado atualmente em uma pesquisa realizada pela Paessler AG com alguns clientes: 90% dos 724 clientes entrevistados indicaram que puderam economizar significativamente seus recursos de tempo através do uso da solução de monitoramento de rede PRTG. E 43% deles conseguiram economizar cerca de três horas de trabalho por semana.

Usando a extensa coleta de dados que o software de monitoramento de rede gera é possível criar análises de tendência confiáveis. Assim, os responsáveis de TI ganham mais detalhes sobre sua rede e podem descobrir e utilizar a tempo o potencial de melhoria.

Por exemplo, a determinação das necessidades de largura de banda reais ajudam a planejar de modo mais direcionado os recursos disponíveis e a implementá-los, fator importante especialmente para projetos de virtualização. Além disso, o administrador pode garantir nesta base a conformidade com os SLAs.

Ganho em segurança

Uma boa solução também contribui na questão da segurança. Por exemplo, se ela relatar um aumento de carga súbito no CPU ou se o tráfego desviar de forma anormal a partir dos valores habituais, para a equipe de TI isso pode ser um importante indicador de um possível ataque de malware ou de phishing.

Um software de monitoramento de rede pode ser facilmente integrado em uma estrutura de segurança existente com antivírus, firewalls, etc., a fim de aumentar ainda mais a segurança existente.

Economia de custos

Um sistema de monitoramento de rede profissional proporciona economia de tempo e recursos para as empresas já que também evitam grandes prejuízos econômicos gerados por reconhecimento tardio de algumas falhas. Através de mensagens de erro em tempo real, as soluções proporcionam respostas rápidas e, portanto, pouco ou nenhum tempo de inatividade. A análise do estado real da rede permite que a equipe de TI evite sérios danos às suas operações.

Classificações das soluções de monitoramento de rede

Cada empresa e cada rede têm exigências diferentes para um software de monitoramento. Por este motivo, desenvolvemos uma gama de soluções que atendam a essas necessidades de forma otimizada. No entanto, este mercado tornou-se bastante diversificado. Os quatro tipos geralmente mais encontrados são:

Software open source
"Especialistas”: este grupo inclui sistemas de monitoramento que são voltados para áreas específicas dentro da rede, tais como a medição de largura banda usando packet sniffing.
Software de gerenciamento de redes empresariais
Soluções de monitoramento de rede iniciais
Soluções de monitoramento "All-in-one"

Com a crescente necessidade de um monitoramento de rede profissional, a evolução nos últimos anos foi no sentido de empregar a solução "All-in-one" ao software de monitoramento de rede. Ela oferece uma série de funções de monitoramento gerais, assim como características especiais para determinadas seções.

Por exemplo, essas soluções dominam os protocolos convencionais, tais como SNMP, packet sniffing e protocolos de fluxo para monitoramento de largura de banda. Eles também oferecem, na maioria dos casos, uma vasta gama de sensores e protocolos de monitoramento adicionais (SQL, FTP, HTTP, Exchange, POP3, servidores virtuais, etc.).

Critérios para escolha de uma solução de monitoramento de rede adequada

Palavra-chave: facilidade
Basicamente, um software de monitoramento de rede prevê que o administrador tenha tempo para outras tarefas significativas ao invés de ter que ficar de olho constantemente na infraestrutura de todos os sistemas conectados. Em outras palavras: depois de uma instalação simples, a solução funciona automaticamente e, por isso, não representa qualquer trabalho extra para a equipe de TI permitindo mais liberdade e criatividade.

Conhecer as demandas

A escolha de um software de monitoramento de rede depende basicamente do tamanho da rede e das instâncias a serem controladas como servidores, switches, estações de trabalho e as conexões entre eles, assim como as ligações a pontos externos da Internet.

Duas áreas importantes que provavelmente devem ser monitoradas em cada empresa são o site e as comunicações de e-mail. No primeiro caso, faz todo o sentido não só no tempo de resposta pura, mas o desempenho global, bem como componentes individuais tais como loja online ou formas de monitoramento.

Especialmente para as empresas que atuam internacionalmente, um sistema de monitoramento é uma grande ajuda para verificar o tempo de resposta para as solicitações de diferentes países e otimizá-los caso seja necessário. Quando se trata de tráfego de e-mails, o software de monitoramento ajuda os departamentos de TI a monitorar a disponibilidade de POP3 e IMAP. Eles também ajudam a detectar problemas com a entrega, através da análise de testes de e-mails durante todo o processo, desde o envio até a entrada no receptor.

Devido a orçamentos mais ‘apertados’ para alguns departamentos de TI, muitas empresas dependem de software de fonte aberta, conhecido como open source. Uma vez que estes sistemas podem geralmente ser personalizados e usados sem taxas de licença, acaba sendo vantagem para algumas empresas.

No entanto, quando há necessidade de uma inspeção mais detalhada, muitas vezes as ‘desvantagens’ acabam superando os benefícios. Outro problema é a falta de um fabricante responsável: o suporte ao produto normalmente é dirigido pela comunidade e, portanto, não é confiável, de modo que os usuários frequentemente têm de solucionar dúvidas ou problemas por conta própria.

Os "must-haves" técnicos

Os principais elementos em termos de requisitos tecnológicos da solução de monitoramento incluem o monitoramento da largura de banda, a utilização e a disponibilidade. É essencial verificar se há garantia de suporte para os protocolos e tecnologias mais populares, tais como WMI, NetFlow, sFlow, JFlow, packet sniffing.

A partir da coleta de dados de desempenho sobre a disponibilidade de largura de banda, um bom software de monitoramento de rede produz gráficos claros e detalhados assim como relatórios e listas que fornecem informações rápidas para o administrador.

Também arquivados estão todos os dados, por isso a equipe de TI ganha uma visão de longo prazo e, com base em tendências e cargas de pico identificáveis pode fazer melhorias ou mudanças necessárias. Desta forma, fica garantida a base para um gerenciamento profissional de rede.

Vantagens em termos de manuseio e de serviço

Um software de monitoramento de rede deve ser fácil de usar e tem de oferecer um menu ‘intuitivo’ ao usuário. Além disso, a interface deve ter um design flexível e deverá suportar interfaces como o Windows, Internet e celular. Em geral, uma detecção de rede automática já é padrão após a instalação.

Os administradores se beneficiam de gráficos e relatórios gerados podendo mudar sua estrutura e seu design de acordo com suas necessidades individuais e, assim, conseguindo acessar de forma mais rápida as análises de frequência necessárias.

Na maioria dos casos, os aparelhos individuais também se combinam para formar grupos, o que contribui para uma maior clareza. Algumas soluções oferecem templates ‘prontos para usar’ para uma visão geral dos componentes de software e hardware que podem ser configurados conforme a necessidade, por exemplo, um resumo ou uma visão detalhada.

Antes de uma decisão final para um sistema de monitoramento específico, a empresa precisa analisar minuciosamente as condições oferecidas. O ideal é procurar por fabricantes que forneçam modelos de licenciamento estruturados e sem custos ocultos, sendo transparente com o cliente.

Opção de upgrade integrada também é atraente para o caso da rede precisar ser expandida. Outros pontos positivos são o serviço de suporte do fabricante e a disponibilização de informações adicionais em formato de manuais, vídeos, tutoriais, etc. preferencialmente em vários idiomas.

*Thomas Timmermann, Gerente Técnico de Vendas na Paessler AG.