Baguete

Tamanho da fonte:-A+A

Como apresentar um produto para venda online

Márcio Eugênio // sexta, 26/08/2016 14:39

Quais são as formas de como apresentar um produto para venda online e obter sucesso como empreendedor virtual?Você já deve ter notado como tem crescido as vendas pela internet, não é mesmo? Nos últimos anos, aumentaram de modo significativo os negócios virtuais e, por consequência, o número de consumidores que resolveu experimentar as compras online.Se você também pretende se tornar um empreendedor virtual, entretanto, deve avaliar alguns aspectos.

Na hora de abrir o próprio negócio, não dá para tomar atitudes precipitadas, assim, se você pensar muito bem como vai colocar a sua ideia em prática já vai criar o planejamento estratégico do seu negócio, um dos pontos fundamentais para uma empresa virtual obter sucesso. Nesse momento, você deve definir como apresentar um produto para venda online.

Você pode pensar em ter uma loja virtual, mas sabe que existem outras formas de vender produtos online grátis, ou seja, sem ter que investir em um primeiro momento em uma plataforma para o seu e-commerce?

Embora ter uma loja virtual só sua seja uma das formas mais eficientes de vender na internet nada impede que primeiro você faça uso de outras plataformas para conhecer melhor o mercado no qual pretende atuar. Para tanto, você pode se valer de sites que funcionam como classificados e mesmo das redes sociais.

Aprender como vender pelo Mercado Livre, por exemplo, pode ser muito válido para acumular a experiência necessária para então abrir o seu e-commerce. Assim, já estará dominando como fazer venda online, o que vai tornar o processo de ter o seu próprio negócio muito mais assertivo.

Você também pode se dedicar a como vender pelo Facebook , já que a rede social conta com ferramentas para ajudar os vendedores online de primeira viagem. Como vender na internet para iniciantes costuma ser um grande desafio, ainda mais se você não é do ramo das vendas, pois existe muito que aprender.

 

Como vender pela internet grátis

 

Além das vendas por sites como Mercado Livre, Facebook, Instagram e outras mídias ser uma forma eficiente de adquirir experiência para então ter o seu próprio e-commerce, é uma alternativa gratuita para quem não possui capital inicial. Mesmo que, hoje em dia, já existam bons preços quando o assunto é aluguel de loja virtual, não deixa de ser um investimento.

Caso você comece e vender em um e-commerce pelo qual está pagando e depois de algum tempo avalia que não vai ter futuro como vendedor virtual, não terá gasto dinheiro por nada.

Dessa forma, se você definir os produtos para vender pela internet e se dedicar a divulgá-los de forma gratuita, em outros sites, e obter sucesso nas vendas, quando migrar para uma loja virtual própria poderá usar o seu dinheiro com maiores chances de acerto.

Isso porque você já terá clientes, capital inicial e por já conhecer o seu público alvo saberá melhor do que ninguém o que o seu e-commerce precisa ter para manter os antigos clientes e conquista muitos outros. Além disso, nesse meio tempo, enquanto você experimenta as vendas online em diferentes mídias, aproveita para aprender sobre administração.

Não é preciso ter formação superior em administração ou curso semelhante para ser um empreendedor virtual, mas da mesma forma que as lojas físicas exigem, quem as gerencia precisa ter algumas noções de administração. Erroneamente, muitas pessoas se aventuram em seus próprios negócios pensando que basta ter um produto para vender.

No entanto, em praticamente todos os segmentos de mercado, existem concorrentes e se você não tiver boas estratégias não vai conseguir se destacar e, por consequência, não terá oportunidade de mostrar o seu produto. Isso vale tanto para lojas virtuais quanto físicas, com a diferença que as físicas ao menos contam com uma vitrine, por onde os consumidores passam.

Mesmo assim, é preciso estimulá-las a entrar e, com um e-commerce, você deve ganhar visibilidade, mas também fazer com que os internautas acessem o site do seu negócio. Nessa hora, você pode saber como vender pela internet com o Sebrae, uma entidade que oferece apoio gratuito a todos os novos empreendedores, sejam eles virtuais ou não.

 

Mais dicas para apresentar e vender produtos online

 

Antes de pensar onde mostrar o seu produto para vender na internet, entretanto, é preciso saber que produto vai vender e conhecê-lo muito bem. Você pode comercializar tanto artigos que fabrique como peças que compre para revender, mas independente de qual for a sua escolha, é preciso estar a par de todos os detalhes da mercadoria.

O segundo passo é conhecer o seu público alvo. Ou seja, saber qual a idade, sexo, onde moram, o que fazem, do que gostam etc, os consumidores que provavelmente se interessem pelo seu produto. Com isso você já pode saber onde divulgar o que tem para vender.

Em sites que funcionam como classificados, as mercadorias costuma estar divididas em categorias. Assim, certifique-se de que a categoria do seu produto está ali, caso contrário, além de não ter como associá-lo a uma categoria é pouco provável que entrem no site pessoas em busca do que você vende.

Além de sites que comercializam praticamente todos os tipos de artigos, há aqueles que focam mais em um do que no outro e, se você pode vender em um deles, as chances de sucesso são até maiores. Isso porque as pessoas que o acessarem o site estarão mais propensas a comprar o que você vende.

Nessa hora, entretanto, é preciso avaliar também qual a popularidade do site e colocar na balança o que mais vale a pena. Outro aspecto a considerar é a credibilidade do site, certifique-se de que essa mídia é transparente tanto com os compradores quanto com os vendedores.

Já as redes sociais, mesmo aquelas que não possuem ferramentas próprias para vender produtos, podem funcionar com esse objetivo. Nesse caso, você pode usar o PayPal, por exemplo, para cobrar o valor do produto e preparar a entrega.

A questão é que conforme o seu público alvo, as redes sociais podem ser extremamente vantajosas para você dar os primeiros passos como empreendedor virtual.

Além disso, mesmo depois de abrir o seu e-commerce você pode continuar usando as redes sociais, pois ali já vai ter criado uma clientela fiel, mas vai usá-las apenas para publicidade.Desse modo, basta convidar os seus clientes a conhecer o seu novo empreendimento.Até a próxima.