Hospital da Unimed São Roque. Foto: divulgação.

A Unimed São Roque, operadora de plano de saúde com atuação no interior paulista, reestruturou seu data center com apoio da paulista S2IT para aperfeiçoar sua gestão hospitalar.

Com cerca de 500 funcionários e um faturamento de aproximadamente R$ 10 milhões mensais, assim como uma unidade hospitalar de 45 leitos, a Unimed realizou o projeto no segundo semestre de 2015. O valor do contrato não foi aberto.

Segundo reporta a Computerworld, o projeto possibilitou uma otimização de todo parque tecnológico. Como parte da iniciativa, a companhia investiu na adoção do Linux para os servidores com os sistemas de gestão administrativa (Oracle) e hospitalar (Tasy).

De acordo com a instituição, a reestruturação reforçou o aproveitamento do hardware, com maior otimização e performance na aplicação, reduzindo o tempo de downtime para próximo a zero.

O ambiente passou a ser replicado, com atualizações a cada 15 minutos e storage em ambientes físicos diferentes, aperfeiçoando a gestão de contingência para os dados.

"Por um custo dentro do esperado, conseguimos estabelecer um alto padrão de organização, normatizações, confiabilidade, além de um ambiente de produção e contingência confiável, com configurações corretas, algo que existia antes, mas não com esse grau de confiabilidade”, afirma Juliano Nicola, gerente de TI da companhia.

Além disso, o gestor destacou que, ao otimizar a capacidade dos nossos servidores, foi possível reduzir taxa de manutenção e os custos.

“Reduzimos os servidores em cerca de 30%, sem perda de qualidade, pelo contrário, com ganhos mensuráveis”, finaliza Nicola.