Em todo o ano de 2018, a AWS faturou US$ 25,65 bilhões em vendas. Foto: DIvulgação.

A Amazon superou as estimativas previstas por analistas de Wall Street para o último trimestre de 2018. O crescimento colossal da empresa no segmento de nuvem foi o principal responsável pela alta.

Durante o trimestre encerrado em dezembro, a Amazon Web Services gerou US $ 7,43 bilhões em vendas líquidas, crescendo 45% em relação ao mesmo período de 2017. 

A unidade registrou US$ 2,2 bilhões em receita operacional - respondendo por mais de dois terços da receita operacional total da empresa. O valor foi 61% maior que o registrado no ano passado.

Em todo o ano de 2018, a AWS faturou US$ 25,65 bilhões em vendas.

A AWS é considerada a principal participante da guerra da nuvem, com uma oferta mais completa e mais certificações governamentais do que a maioria das concorrentes, senão todas. 

De acordo com o Business Insider, a Microsoft está ganhando espaço com a plataforma Microsoft Azure, mas a Amazon ainda fica com a maior parte do mercado.

Como comparação, a Microsoft informou no início desta semana que sua unidade Intelligent Cloud gerou US $ 9,38 bilhões de receita no 4T18. No entanto, embora a receita do Intelligent Cloud inclua o Microsoft Azure, ela também inclui outros produtos de nuvem e de servidores. 

A Microsoft não divulga valores de receita específicos da Azure, o que torna impossível comparar diretamente a receita da nuvem da Microsoft com a da Amazon, mas os números sugerem que a AWS ainda está à frente no jogo.