Reed Hastings. Foto: divulgação.

Parece que o Netflix conseguiu de ver impedir o uso de VPNs e plugins de desbloqueio para acesso ao conteúdo de outras regiões para o serviço de vídeo sob demanda.

Segundo destacou o Business Insider, a informação é resultado de uma estratégia deflgrada no início do ano, com o objetivo de derrubar tecnologias de burlavam suas políticas de bloqueio regional.

Segundo usuários da rede social Reddit, agora o uso de VPNs aciona um erro no acesso ao Netflix e um aviso indicando que o usuário precisa desabilitar a rede virtual para usar o serviço.

"Estou considerando pessoalmente o cancelamento de minha assinatura ao Netflix, já que 90% do conteúdo que eu assisto não está disponível em meu país", afirmou um dos usuários do Reddit no tópico sobre o bloqueio.

O Netflix sempre se posicionou contra a prática de desbloqueadores e VPNs para acessar conteúdo de outros países, mas só intensificou suas ações para impedir isso no último ano, pressionado pelos estúdios que detém as licenças dos seriados e filmes exibidos na plataforma.

Segundo afirmou o CEO do Netflix, Reed Hastings, em entrevistas, a empresa tem o objetivo de um dia ter um conteúdo único global para o serviço, mas por enquanto ainda obedece a regras tradicionais de licenciamento, em que diferentes regiões contam com diferentes detentores para os conteúdos, o que cria as variações de programação.