A companhia aérea Azul cortou voos para 11 destinos no Brasil. Foto: Divulgação.

A companhia aérea Azul cortou voos para 11 destinos no Brasil e deve demitir até 700 funcionários. O objetivo da empresa é reduzir custos operacionais.

Segundo informações da coluna de Mônica Bergamo na Folha de S. Paulo, outras 12 cidades brasileiras serão tiradas da rota da empresa. Cada local emprega 30 pessoas.

Entre os principais motivos para os cortes estão a diminuição do número de passageiros e a alta do dólar.

Enquanto o fluxo de passageiros que viaja a negócios caiu 30%, o combustível das aeronaves é negociado nos valores da moeda americana, que acumula valorização de cerca de 35% ante o real nos últimos seis meses.

Segundo o Valor, o quadro de funcionários da Azul, hoje em cerca de 11 mil pessoas, ainda não foi reduzido. E que há um turnover mensal de 1% dos empregados, cerca de 100 pessoas.