VIDA DURA

Juízes do Ceará perdem gratificação por home office

01/04/2020 15:22

Medida que aumentava os salários em 15% foi barrada pelo ministro Dias Toffoli.

Magistrados alegavam acúmulo de funções. Foto: Pexels.

Tamanho da fonte: -A+A

Os juízes do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) vão deixar de ganhar a ajuda de custo de 15% dos salários que recebiam por trabalhar remotamente desde o ano passado.

De acordo com o Estadão, a gratificação estava sendo paga a 24 magistrados e foi suspensa pelo ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal. 

O motivo é que o repasse deste tipo de verba precisa ser autorizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que não foi consultado.

Na última sexta-feira, 27, a portaria que autorizava o pagamento havia sido editada pelo TJCE, justificando a bonificação com uma portaria do CNJ sobre acúmulo de funções.

De acordo com recomendação do CNJ, o pagamento de valores a título de auxílio moradia, auxílio-transporte, auxílio-alimentação ou "qualquer outra verba que venha ser instituída ou majorada" não pode ser estabelecido nos tribunais brasileiros sem autorização do Conselho.

Conforme a publicação do Estadão, o ministro também ordenou que o presidente do TJCE, desembargador Washington Bezerra de Araújo, preste informações sobre o pagamento em até dez dias.

"Esses 24 magistrados, apesar de representarem apenas um percentual de 5,9% do total de juízes do estado, já produziram em menos de 1 ano de atuação mais de 50 mil sentenças, auxiliando as mais diversas unidades judiciais de todo o estado, resultando em um aumento de mais de 200% nas baixas processuais", publicou o tribunal cearense em nota.

Veja também

AÇÃO
Vivo e TIM mandam atendentes para casa

Operadoras conseguem executar virada de 100% do atendimento para home office.

PROMOÇÃO
SonicWall tem novo diretor executivo para América Latina

Arley Brogiato, até então general manager da empresa no Brasil, passa a dirigir 20 países na região.

HOME OFFICE
DMCard: call center em casa com AWS

Administradora de cartões mandou 214 funcionários para casa em uma semana.

E AGORA?
Painel on-line aborda desdobramentos do coronavírus

Fatores regulatórios, trabalhistas e tributários do setor de TI serão tema de um evento digital.

CRISE
Home office: 41% improvisou por causa do coronavírus

Robert Half mostra que empresas não tinham política de trabalho em casa.

EQUIPE
SISPRO full home office: operação da empresa a pleno

Empresa protege funcionários do contágio pela Covid-19.

CORONAVÍRUS
Fenainfo pede retomada das atividades

Federação dos sindicatos de TI contra lockdown indefinido. Agora, como colocar isso em prática?

TRABALHO
Fábrica da Samsung em Campinas pode parar

Com medo do coronavírus e sem licença, funcionários ameaçam entrar em greve.

TRABALHO REMOTO
10 medidas para manter empresas e clientes seguros

Veja quais são os cuidados essenciais para enfrentar a rápida adoção do home office sem prejuízos.

COVID-19
Como manter a continuidade de seus negócios

É fundamental definir uma equipe que obtenha uma visão geral dos desafios que a empresa está enfrentando.