Angelo Guerra, novo CEO da NEC no Brasil. Foto: divulgação.

Angelo Guerra, até então vice-presidente de vendas e marketing da NEC no Brasil, vai assumir o cargo de CEO da companhia no país. 

O executivo sucede Yasushi Tanabe, que assumiu o posto de presidente da organização na América Latina ainda em outubro de 2020. Agora, Tanabe deixa o cargo em âmbito local para se concentrar na operação latino-americana.

Guerra ingressou na NEC em 2019 e, anteriormente, atuou na Nokia por mais de 18 anos, boa parte deles em cargos de liderança a nível latino-americano — como VP da empresa para México, América Central e Caribe.

Em seus 25 anos de carreira, o executivo também teve passagens pelas empresas HP e Tektronix.

No cargo de CEO, Guerra será o responsável por conduzir a empresa no momento que culmina nos planos da volta da NEC ao segmento de redes móveis locais com a estratégia de Open RAN.

"Teremos, como time, uma jornada intensa pela frente, com a meta de retomada da posição da NEC como parceiro estratégico das operadoras na parte móvel das redes. Temos todo suporte de nossa matriz para colocarmos esse plano em prática e estou muito entusiasmado para essa nova etapa", afirma o novo CEO.

Guerra também tem planos para fortalecer as ofertas de segurança de redes NEC, especialmente por meio de seu portfólio de identificação e governo digital. 

Há 52 anos no mercado brasileiro, a NEC fornece tecnologias voltadas às redes de comunicação e à segurança pública e cibernética, atendendo operadoras de telecomunicações, empresas e governos.

A companhia é subsidiária da japonesa NEC Corporation, que possui mais de 120 anos de atuação global. Em 2020 a empresa faturou o equivalente a US$ 28,08 bilhões.