Amaury Gallisa, vice-presidente da Dell Software para a América Latina. Foto: Divulgação.

A Dell lançou um novo portfólio de segurança da informação, voltado a computadores e tablets corporativos: o Dell Data Protection (DDP). 

O foco em segurança é uma das novidades da empresa, que trabalha para ser vista como uma fornecedora de soluções, em paralelo aos seus esforços de crescer no mercado corporativo.

O lançamento contempla criptografia, autenticação e prevenção de malwares, oferecendo proteção contra danos e perdas dos equipamentos, além do combate às ameaças virtuais. 

No Brasil, a Dell espera aproveitar a posição de liderança no mercado de PCs, conquistada no primeiro trimestre, para alavancar soluções como o Data Protection, que pode ser embarcado de fábrica nos computadores e tablets corporativos da marca. 

A Dell assumiu a liderança do mercado de PCs no Brasil, totalizando 15,8% de todas as unidades vendidas no primeiro trimestre de 2015, segundo a IDC.

“A liderança mostra que os clientes confiam na marca, então é possível aproveitar o reconhecimento para acrescentar novas ofertas de software aos negócios”, afirma Diego Majdalani, vice-presidente da Dell para a América Latina.

Na área de tablets, no entanto, não é possível seguir o mesmo raciocínio, pois a marca não tem destaque nesse mercado, ficando de fora das cinco marcas mais vendidas (Apple, Samsung, Lenovo, Asus e Amazon). 

Ambos mercados estão em contratação. Os dados da IDC apontam uma queda de 26% nas vendas de PCs no Brasil em 2014. As vendas de tablets também estão atingindo o pico, com previsão de aumento de apenas 2% em 2015.

A empresa também aposta na nuvem para impulsionar seus negócios de software de segurança. Apesar de não oferecer uma infraestrutura própria de nuvem pública, a companhia espera colaborar com o processo de transição e fornecer serviços.

“Acreditamos que nossos clientes buscam uma solução de nuvem híbrida, pois tem sistemas legados que nunca serão movidos para a nuvem, e outros que funcionam melhor tanto em nuvem privada quanto pública. Nossa intenção é fazer parte do processo de decisão e transição dessas estruturas”, afirma Amaury Gallisa, vice-presidente da Dell Software para a América Latina.

Segundo Gallisa, a Dell pode colaborar com o fornecimento de segurança e ferramentas necessárias para a migração e gestão da nuvem, um esforço semelhante ao que a HP está fazendo em sua estratégia própria de cloud, saindo da concorrência direta com fornecedores de nuvem “básica” como Amazon, Google e Microsoft.

Recentemente, a HP anunciou sua saída do mercado de nuvem pública, focando apenas em aplicações de cloud privada e híbrida (chamada Helion), apostando também na oferta de soluções complementares ao ambiente de nuvem para estimular seus negócios.

“Estamos encorajando os canais a trabalharem com essas soluções, mostrando a eles que as preocupações dos clientes hoje estão ligadas com segurança, big data, nuvem e mobilidade, e que esses mercados tem muito potencial de crescimento”, completa Gallisa.

Um ponto a favor é que, até o momento, a parte mais rentável da Dell dentro de sua divisão de software é exatamente a de segurança, com produtos da marca SonicWall, comprada em 2012. 

A Dell espera que o modelo de vendas cruzadas, unindo hardware, software e serviços, lidere o crescimento nos negócios.

Segundo a empresa, hoje os cinco maiores revendedores da empresa em cada região do globo estão oferecendo soluções que unem as três áreas. Além disso, cerca de 30% da receita da Dell Software vem de canais que oferecem soluções cruzadas.

“Os parceiros que já trabalhavam com a entrega de soluções costumavam procurar por diferentes fabricantes para ter todas as peças necessárias para entregar o que o cliente precisava. Agora, fornecemos ferramentas e apoiamos os parceiros para a entrega de soluções ponta-a-ponta da Dell”, diz Raymundo Peixoto, vice-presidente de Soluções Enterprise para América Latina.

Para que os parceiros sigam esse rumo, a empresa cita entre as vantagens uma relação mais duradoura com o cliente, a partir do fornecimento de serviços, e o aumento da margem de lucro.

 *Júlia Merker viajou a Orlando para o Dell PartnerSummit 2015 a convite da Dell.