Como unir o público em torno de uma mensagem? Foto: Unsplash.

Apesar de tudo começar com uma ideia, campanhas de marketing são muito mais complexas do que se pode imaginar. Desde o brainstorm até a execução e o acompanhamento de resultados, haja caminho! As campanhas que mexem com o lado humano, no entanto, têm um desafio extra: conectar a marca e o emocional das pessoas focando na mensagem. Mas como fazer isso de forma eficiente?

Nos últimos tempos, as pessoas vêm buscando cada vez mais formas de melhorar suas vidas, seja em âmbitos emocionais, profissionais, físicos ou financeiros.

Devido a isso, pontos como envolvimento emocional, responsabilidade ambiental e saúde psicológica vêm sendo amplamente debatidos na sociedade atual, com o intuito de gerar um mundo mais justo e mais saudável para todos. Diante desse cenário, empresas vêm procurando novas formas de promover seus serviços e produtos. Formas essas que de preferência tenham relação com o que as pessoas estão buscando.

O marketing social, estratégia que vem ganhando força nos últimos tempos, coloca o foco na ação que está sendo tomada, e não na marca que a está promovendo. Isso vem gerando resultados muito positivos em diversas campanhas, conforme podemos verificar nas seguintes linhas, que discorrerão sobre três campanhas de marketing que não apenas são bem-sucedidas como também cumprem a função de conectar pessoas de forma bastante interessante e criativa.

Espelho, espelho meu

Beleza, estética e padrão são conceitos que têm estado bastante em voga quando se trata da construção de uma sociedade mais inclusiva. Quebrando antigos dogmas socialmente estabelecidos para com a figura feminina, a marca Dove é um caso de sucesso quando o assunto é aproximar mulheres e estimular uma relação de fortalecimento mútuo entre elas. Devido à constante pressão que as mulheres sofrem para ser de determinada forma ou seguir certos modelos, pontos como autoestima e autoimagem acabam sendo afetados.

Pensando nisso, a campanha Retratos da Real Beleza, lançada pela Dove, reuniu diversas mulheres e produziu vídeos com o depoimento de várias delas com a intenção de demonstrar que beleza não tem padrão e que bonita mesmo é a diversidade humana. A consequência da campanha foi um público que se emocionou e se identificou com o conteúdo, conectando-se, portanto, com a marca e também entre si.

Da tela para a vida real

A rede de relacionamentos Badoo, que vem aproximando pessoas desde 2006, decidiu que não bastava atuar apenas por meio de sua plataforma. Para dar uma forcinha extra a seus usuários e demonstrar como poderiam fazer melhor uso dos recursos disponíveis, a marca resolveu então lançar no Brasil a campanha Conexões Sinceras.

O objetivo era estimular as conexões verdadeiras e o amor-próprio, além de incentivar a verdade, no sentido de abrir espaço para que as pessoas pudessem ser elas mesmas.

A rede social, que pode ser acessada tanto pelo navegador de seu computador quanto por meio de sistemas operacionais, estando atualmente disponíveis o Badoo para android e também iOS, escolheu a data do Dia dos Namorados de 2019 para inaugurar a campanha. De acordo com o portal CanalTech, no primeiro semestre de 2019, quando comparado ao mesmo período do ano anterior, a empresa cresceu 26% em números de usuários no Brasil, o que comprovou o impacto positivo que a campanha teve nas pessoas.

Somos todos iguais

Se tem uma coisa que atualmente une a todos os brasileiros são as Havaianas. Entretanto, isso não foi sempre óbvio. Produto popular, a marca brasileira que hoje é queridinha internacional era no passado utilizada por trabalhadores e pessoas de classes sociais com menor poder aquisitivo. A marca, no entanto, queria atingir novos mercados sem deixar de atender o antigo (e fiel) público.

Mas como fazer isso? Com pesquisa de mercado, a Havaianas chegou à simples conclusão de que em casa, o que todo mundo quer – independentemente de classe social, religião ou cor – é relaxar, e muita gente, pensando nisso, usava o par de chinelos da marca.

Para gerar mais impacto no mercado, a empresa se utilizou de uma tacada de rebranding e, com a campanha Todo Mundo Usa, atingiu o objetivo de conectar pessoas de diferentes origens, incutindo o sentimento de inclusão com humor e cores e transformando seu produto em algo verdadeiramente eclético. Se deu certo? Bem, quem não ama Havaianas?