Marcos Monteiro. Foto: divulgação.

A Orbitall, empresa do grupo Stefanini especializada em processamento de cartões, escolheu a IBM para a utilização de serviços de infraestrutura de data center, em um contrato de dez anos.

O projeto faz parte da renovação tecnológica anunciada pela Orbitall, iniciada no ano passado e que exigiu um aporte de R$ 150 milhões. Toda a infraestrutura de TI para a operação da Orbitall está localizada em Hortolândia, no Centro Global de Dados da IBM. A previsão é que o centro esta plenamente operacional a partir de julho.

O contrato com a IBM tem duração de dez anos e contempla o fornecimento, gerenciamento e operação 24x7 de toda a infraestrutura de software e hardware, dando suporte às operações transacionais de pagamentos eletrônicos da Orbitall.

Atualmente a Orbitall possui em seu portfólio cerca de 35 milhões de cartões, resultando em uma média mensal de aproximadamente 290 milhões de transações. Com a parceria com a IBM, a Orbitall terá um grau de disponibilidade anual de 99.98%.

Segundo Marcos Monteiro, CEO da Orbitall, a atualização trará maior competitividade e flexibilidade para os negócios da empresa, consolidando a companhia no mercado de processamento de cartões.

“As mudanças do setor de meios de pagamento ao longo dos últimos anos impõe agilidade, tornando necessária a atualização da plataforma tecnológica. O projeto resultará em agilidade na entrega de novas demandas dos clientes e oferta de uma plataforma global de processamento de cartões de crédito" afirma Monteiro.

Adquirida pela Stefanini em 2011, a Orbitall foi criada em 2000 e surgiu da primeira administradora de cartões de crédito do País, a Credicard. A empresa apresenta soluções completas nos segmentos de cartões consignados, private label, alimentação, refeição, pré-pagos, e instituições financeiras. 

Na sua estratégia de investimentos em TI, no último ano a Orbitall comprou equipamentos Avaya para a sua central de atendimento assim como investiu R$ 6 milhões na construção de uma filial em Campina Grande, na Paraíba, com a meta de contratar 1,5 mil funcionários até o final de 2014.