Antecipe parte do seu salário, pagando um cafezinho para a Xerpa. Foto: Pexels.

A Xerpa, startup de software de gestão de Recursos Humanos, agregou um serviço equivalente a um empréstimo consignado na sua solução.

O chamado Xerpay, permite que o funcionário adiante o pagamento das horas já feitas naquele mês, em um valor variável definido pela empresa, mas limitado a até 50% do salário.

Na data definida pela empresa como o dia do pagamento, o valor adiantado é descontado automaticamente do salário, sem que haja interferência de nenhuma das partes, dentro da lógica dos empréstimos consignados oferecidos a aposentados.

De acordo com a Xerpa, o modelo é usado no exterior por empresas como Starbucks, Outback e Uber.

"A ideia parte de que, ao trabalhar durante um dia, o colaborador já tem direito ao seu salário. Isso significa que se o dinheiro é do funcionário, por que esperar uma data específica para recebê-lo?", afirma Paulo Ahagon, CTO da Xerpa.

A Xerpa cobra a módica quantia de “um cafezinho” pela facilidade, explica Ahagon, usando uma medida de valor que pode ir de R$ 2 no boteco na esquina até R$ 20, dependendo do que o cidadão pedir no Starbucks.

De todas formas, o Xerpay é apresentado como um “auxílio para fugir do cheque especial”, uma modalidade de crédito que certamente é mais cara que um cafezinho, seja onde for.

“Já existe uma percepção por parte das empresas de que a liberdade no pagamento é um ponto forte para a retenção de colaboradores. Além disso, manter saudável a vida financeira dos funcionários impacta diretamente em sua produtividade", finaliza Ahagon.

A Xerpa está no mercado desde 2015. A empresa tem investimento da Kaszek Ventures e Redpoint e.ventures.

As empresas atendidas somam mais de 75 mil funcionários cadastrados no sistema. Entres os clientes da plataforma estão nomes como Nubank, Amaro, GuiaBolso, Escale, Dr. Consulta, Lendico Gympass e Cultura Inglesa.