Quem vai mandar no MP3? Foto: flickr.com/photos/grahamstanley

Esquenta a competição entre a Apple e a Amazon.com. O novo campo de batalha é o das músicas, com o lançamento, pela Amazon, de um um novo serviço de música digital.

Segundo a Amazon, o serviço indexa arquivos de música digital nos computadores de seus usuários, cria cópias dessas canções e as armazena em nuvem.

Além disso, a Amazon terá acordos de licenciamento com selos como Sony Music Entertainment, EMI, Vivendi, Universal Music e Warner Music, permitindo a duplicação dos arquivos dos clientes.

Na mira da Amazon está o iTunes, que lançou um serviço semelhante, iTunes Match, em 2011, relembra a agência Reuters.

A Amazon também anunciou que identificará todos os arquivos de música digital comprados em sua loja online e os armazenará gratuitamente.

O serviço também poderá ser utilizado gratuitamente em até 250 arquivos de música digital transferidos a partir de CDs ou comprados da iTunes Store, da Apple, além de outras fontes, informou a Amazon.

Após 250 canções, a Amazon cobrará US$ 24,99 ao ano para identificar e armazenar até 250 mil arquivos de música digital comprados ou adquiridos a partir de outras fontes.

Uma vez armazenados na nuvem, clientes podem ouvir as canções por meio do Kindle Fire e de aplicativos da Amazon em aparelhos como iPhone, iPod Touch, tablets Android e smartphones, e em PCs, por meio de navegadores.

De acordo com a empresa, o serviço será disponibilizado em breve por meio de boxes Roku Internet TV e do sistema de streaming de música Sonos.

Essa não é a primeira vez que a Amazon invade o território da Apple. No ano passado, a maior rede de comércio online do mundo – com faturamento de US$ 48, bilhões em 2011 – começou a vender seu próprio tablet, o Kindle Fire.

O aparelho é uma alternativa menor e mais barata ao iPad.