Quem quer energia de graça? Foto: flickr.com/photos/N00000@4

A Centrica, empresa que controla a British Gas, fornecedora de gás e energia em cerca de 12 milhões de residências no Reino Unido, promete agitar o mercado local com o plano de oferecer ao seus clientes eletricidade grauita em sábados.

Mas isso porquê? Segundo a concessionária, o plano é estimular o uso de energia aos finais de semana, concentrando o uso quando o consumo geral é inferior ao que é gasto de segunda à sexta. A informação é do Financial Times.

A redução do consumo energético é uma pauta que ganha força no cenário político britânico, segundo aponta o FT. Parlamentares estão pressionando as companhias para apresentar políticas que ajudem seus clientes a reduzirem suas contas.

Segundo Sam Laidlaw, CEO da Centrica, com a concentração do consumo energético aos finais de semana também contribui para reduzir e equilibrar emissões de carbono, cortando horários de pico.

Mesmo assim, para que o plano siga adiante, será preciso que os consumidores instalem medidores inteligentes em suas residências, frisou o executivo.

“Precisamos de mais medidores inteligentes no Reino Unidos, e se isso (energia grátis no sábado) vier, vai levar pelo menos seis meses", completou, em entrevista ao jornal inglês.

JÁ TEM NOS EUA

A nova tarifação, que pode ser introduzida a partir de 2014, segue uma oferta já em funcionamento nos Estados Unidos. A proposta foi introduzida pela Direct Energy, empresa norte-americana também controlada pela Centrica.

Nos EUA, a Direct Energy oferece pacotes anuais que incluem o benefício do “Free Power Saturday”, em que os usuários possuem o sábado inteiro para consumir energia, sem precisar pagar um tostão por isso.

A oferta cobre alguns estados do noroeste do país, e foi lançada recentemente no Texas. As tarifas foram criadas para encorajar clientes a otimizar seu uso de utensílios de alto consumo como máquinas de lavar e secar.

A empresa também oferece pacotes de tarifação exclusivos para uso nos finais de semana, com preços pela metade do gasto do que é cobrado em dias comerciais.