A Wyser é a responsável pela contratação de programadores sênior para atuar em Portugal. Foto: Pexels.

A Wyser, consultoria especializada em recrutamento e seleção da multinacional Gi Group, é a responsável por um processo de contratação de programadores sênior para atuar em Portugal. 

A empresa busca preencher 50 vagas de trabalho na filial de uma companhia de capital francês do segmento de tecnologia e inovação. O escritório está localizado na cidade de Fundao, a 250km de Lisboa.

Os profissionais devem ter ensino superior completo, de preferência em ciência da computação. A empresa exige mais 5 anos de experiência em programação na linguagem C++, além de inglês fluente.

A companhia oferece remuneração que pode chegar a € 3m il, mais benefícios e subsídios para moradia, carro e combustível.  

O processo de seleção abrange análise de currículo e entrevista por Skype ou outras ferramentas de comunicação online.

Os interessados podem enviar currículos até dezembro de 2018 para o e-mail roni.martins@wyser.com.br.

Portugal tem sido um novo alvo de brasileiros que buscam mudar de país. O modelo de visto ARI (Autorização de Residência por Investimento), por exemplo, tem os brasileiros no segundo lugar entre os maiores beneficiários, atrás apenas dos chineses. Entre 2012 e 2017, Portugal concedeu o documento a 451 pessoas nascidas no Brasil.

O documento garante residência em Portugal a quem transfere ao menos € 1 milhão (R$ 4,1 milhões) ou cria um negócio com dez ou mais postos de trabalho no país. 

Para empreendedores, há outro modelo aberto para a obtenção de vistos para residência em Portugal. Em 2018, o país iniciou a seleção do Startup Visa, programa que tem o objetivo de atrair “investimentos, talentos e capacidade de inovação” para Portugal.

O visto permite criar uma nova startup ou mudar uma já existente para Portugal. O programa exige quatro principais quesitos para que empreendedores de startups estrangeiras solicitem o visto.