Modesto Araujo Neto, presidente da Araujo. Foto: divulgação.

A Drogaria Araujo, uma das maiores empresas do ramo farmacêutico do país, vai implementar o sistema de gestão S/4 Hana da SAP.

O projeto começa no segundo semestre, com previsão de  virada dos sistemas para 2021.

A multinacional vendeu as licenças para o projeto e o seu braço de consultoria, a SAP Consulting, entrou como advisor. Quem vai fazer a implementação é a Capgemini. 

"Esse movimento traz mais agilidade e segurança para a Araujo, elevando a arquitetura de TI para um novo patamar, capaz de dar um suporte mais forte ao nosso crescimento", afirma Modesto Araujo Neto, presidente da Araujo. 

Sediada em Minas Gerais, a Drogaria Araujo é uma empresa familiar centenária, mas com um histórico de inovações como o primeiro plantão 24 horas, o primeiro telemarketing, a primeira drogaria com serviço drive-thru e a primeira rede de farmácias no modelo drugstore no país.

Hoje são 250 unidades espalhadas pelo país e previsão de abrir mais 40 até o final do ano. A empresa tem um faturamento na casa dos R$ 2 bilhões.

Esse é o segundo grande projeto que a SAP emplaca no segmento de farmácias nos últimos tempos.

No final de 2016, a rede de farmácias São João, outras das grandes do setor no país, com mais de 500 unidades no Sul, começou a implementar o ERP da multinacional alemã, em um projeto da Meta.

O setor de farmácias é complexo, porque combina especificidades do varejo, que já não é o setor no qual a SAP é mais forte, com uma série de particularidades relativas a gestão de estoque e compras junto às grandes farmacéuticas.

Até o projeto da São João, a última implantação em uma empresa do setor de farmácias que a reportagem do Baguete pode averiguar foi na rede cearense Pague Menos, ainda em 2012.

Com um número de lojas na época similar à da São João, a empresa implantou o SAP com consultoria da IBM em cinco meses em 2012, a um custo de R$ 5 milhões.

Outra grande implementação foi, nesse caso em uma distribuidora de medicamentos, foi na paulista Servimed, onde o software foi instalado em 2010.