Linha Vanguard Home, do Grupo Plaenge, é focada no público jovem. Foto: Divulgação.

O Grupo Plaenge contratou a ConstruBIM, empresa especializada em soluções de gestão de projetos de engenharia do Grupo Construtivo, para modelar em BIM (Building Information Modeling) o terreno e a terraplenagem de um dos seus empreendimentos da linha Vanguard Home, focada no público jovem. 

Segundo a empresa, a aplicação da metodologia BIM nesta etapa inicial do empreendimento permitiu à Plaenge reduzir custos relativos a 27% do volume de corte e aterro no processo de terraplenagem. 

Isso acontece porque a modelagem tridimensional, tecnologia usada com base nos conceitos de BIM, considera as variações nas cotas de altura do terreno natural. Já em uma modelagem 2D é considerado apenas o terreno do projeto proposto.

Neste contexto, o cálculo de volume de movimentação de terra, que era de 15 mil metros cúbicos em 2D, passou a 11 mil  metros cúbicos com a modelagem em 3D. A redução gerou uma economia para a obra, pois minimizou a quantidade de terra que teria que ser retirada do terreno.

Isso representa uma diminuição no número de horas de serviço de corte, incluindo a redução no tempo de uso de equipamentos, como retroescavadeiras, por exemplo.

O uso do BIM na Plaenge é uma iniciativa antiga. Há dez anos, quando o mercado praticamente não falava do modelo, a construtora integrou a ferramenta Architectual Desktop às planilhas do ERP utilizado. Na época, o Revit (software para BIM da Autodesk) ainda não existia.

Hoje, a construtora reinicia o uso do BIM no processo inicial de uma obra, que é a terraplenagem. Agora, a Plaenge pretende dar prosseguimento à modelagem em BIM. 

“Entendemos ser esta uma tendência de mercado, por isso planejamos continuar investindo nos processos em BIM, o que ampliará nossa competitividade, agregando valor aos nossos serviços e produtos finais”, afirma o gerente de processos da Plaenge, Romário Manuel Rodrigues.

Com mais de 45 anos de atuação nos segmentos de incorporação residencial, construção civil, projetos e montagens industriais, o Grupo Plaenge atua com as marcas Plaenge e Vanguard Home. 

No segmento imobiliário, o Grupo atua em 7 cidades brasileiras e já entregou 316 empreendimentos. No segmento industrial, a empresa possui em seu portfólio obras entregues em 19 estados brasileiros e na Venezuela, tendo como clientes Coca-Cola, Unilever, Philip Morris, Sig Combibloc, Michelin, Adams, entre outras.

A Construtivo, empresa de fornecimento de solução para gestão e processos para o mercado de engenharia, com oferta na nuvem e na modalidade SaaS, foi fundado em 1999 pelo Banco Santander espanhol. Em 2004, a operação brasileira se tornou independente. 

Hoje a Construtivo conta com cerca de 100 clientes ativos, entre eles CSN, Voith, Cyrela Sul, Direcional, Rodobens, Makro, UHE Belo Monte, Rumo, Schahin e Raízen.