Petrobras: energia bem usada. Foto: Flickr.com/pacgov/6005546463

A Petrobras economizou R$ 15 milhões em energia elétrica em um ano de implantação de sistemas da linha Green IT em seu Centro Integrado de Processamento de Dados (CIPD), no Rio de Janeiro.

A redução dos gastos com energia chega a 2.667.466 KWh ao mês – suficiente para suprir cerca de 17,5 mil residências -, o que representa 63% a menos de consumo pela petrolífera.

O projeto envolveu troca de servidores e outros equipamentos do parque de armazenamento, o que também trouxe economia projetada em R$ 26 milhões nos custos de operação destas máquinas ao longo do ciclo de vida de quatro anos.

Outra medida adotada pela Petrobras foi intensificar o uso da virtualização de servidores. Só com isso a redução de energia fica em 678 mil KWh/mês, ou 85% menos consumo.

Os custos com refrigeração também foram otimizados com um sistema de controle de vazão de ar baseado em sensores de pressão que permitem adequar a vazão de ar frio às necessidades dos equipamentos.

O projeto foi implantado em 2011 e conduzido pela área de TIC da Petrobras.

Os investimentos em TIC são uma constante na petrolífera. No começo de setembro passado, por exemplo, a companhia fechou contrato com a Sonda IT para monitorar a emissão de cerca de 20 mil notas fiscais eletrônicas impressas por dia na rede BR.

Pelo contrato, dez profissionais da Sonda atuam na Central de Monitoramento de NF-e, alocada na sede da distribuidora de derivados de petróleo.

Antes, há cerca de um ano, a companhia terceirizou com a Sonda os processos de manutenção corretiva e preventiva, desenvolvimentos, melhorias no sistema, suporte, roll outs e reestruturação do seu ERP da SAP.

O contrato envolve tanto a operação da Petrobras no Brasil quanto nos 28 países onde a empresa está presente, assim como para as novas empresas adquiridas pela produtora de energia.

Não foram revelados os valores do negócio.

Ao todo, a Sonda hoje mantém 16 contratos com a integradora.

Entre os principais negócios estão os serviços de Service Desk níveis 1, 2 e 3 para usuários das regiões Sul e Sudeste, manutenção corretiva e evolutiva, assim como o desenvolvimento de novos projetos no ambiente SAP ECC 6.0.

Outro investimento recente da Petrobras em TIC foi a adoção de soluções da gaúcha Elipse Software em seu Centro de Pesquisas Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes)