Edificio Copan. Foto: divulgação.

A Furukawa, fabricante de soluções em cabos e conexões, realizou um projeto de modernização do tradicional edifício Copan, em São Paulo, com soluções de infraestrutura ótica Fiber To The Home (FTTH).

Segundo destaca a fabricante, agora os moradores dos 1160 apartamentos e os 72 lojistas instalados no prédio já começam a receber os serviços de TV a cabo, internet e telefonia IP em ultra banda larga.

Para a perfeita execução do projeto, a Furukawa desenvolveu um rack (armário) especial de bastidores óticos, pré-montado na sua unidade industrial de Curitiba/PR e instalado no subsolo do COPAN-SP, para a terminação das fibras, alocação dos divisores e painéis de conexão.

O sistema é modular e pode ser ampliado conforme a demanda. Ali chegam cabos óticos externos, via acesso subterrâneo. Os sinais e dados transmitidos são então compartilhados através da rede interna, com uma velocidade de 2,5GB.

“Seria possível atingir velocidade de TERABYTE com esta tecnologia, mas isso ainda depende do equipamento instalado na central. A infraestrutura já está preparada para garantir velocidade e tecnologia para os próximos 20 anos”, garante Sérgio Scarpin, gerente de desenvolvimento de Produto e Sistemas da Furukawa. 


Projetado por Oscar Niemeyer e fundado em 1966, o edifício Copan já passou por altos e baixos em sua trajetória.

Nos anos 80, chegou a ser chamado de "cortiço vertical" devido a tumultos e crimes em seu "Bloco B", onde há 448 quitinetes e 192 apartamentos de quarto e sala conjugados, em contraste ao "Bloco D", onde estão moradores de classe média alta, em apartamentos de três dormitórios.

Com a revitalização do centro da capital paulista, o prédio, que possui uma fachada de 44 mil metros quadrados, foi recuperado, através de ações de próprios moradores.