Ubirajara Maia, diretor corporativo de Sistemas da MV. Foto: Divulgação.

A versão piloto do novo aplicativo da MV está sendo usada por cinco médicos em importantes hospitais brasileiros. Três deles fazem parte da Rede Mater Dei, presente em Belo Horizonte e Salvador, e dois são da Unimed Recife. 

Desenvolvido para a plataforma iOS, o app pode ser utilizado via iPhone e iPad e é de uso individual dos profissionais. Ele faz parte da plataforma SOUL MV, que reúne informações do prontuário eletrônico. 

Segundo Ubirajara Maia, diretor corporativo de Sistemas da MV, o objetivo é facilitar a mobilidade médica. 

“O aplicativo pretende devolver aos profissionais de saúde o tempo que o computador o afasta do paciente, já que proporciona rápido acesso às informações via dispositivos móveis”, ressalta.  

Entre os itens reunidos no app recém lançado, estão os históricos clínicos dos pacientes, exames laboratoriais e de imagens, além de laudos e diagnósticos.  

Também é possível que o médico visualize: listas de riscos, precauções e eventos adversos; escalas de avaliação e evoluções de atendimentos; prescrições ativas com aprazamentos e checagens; e sinais vitais de pacientes internados. 

O aplicativo ainda disponibiliza notificações via iPhone e Apple Watch sobre resultados de exames, protocolos, pareceres e alertas de riscos. Outra possibilidade é criação de grupos para organizar listas de pacientes classificados por urgências e prioridades. 

“Isso auxilia muito mais na tomada de decisões e nas intervenções em tempo no processo de cuidado aos pacientes, garantindo aos profissionais de saúde três benefícios que fazem enorme diferença: informação, mobilidade e tempo”, diz o diretor da MV. 

Maior empresa no Brasil no segmento de software de gestão para saúde, a MV atua há mais de 30 anos e conta com 1,4 mil clientes no Brasil e em países da África e da América Latina. 

Criada em 1980, a Mater Dei Rede de Saúde vem demonstrando interesse em novas tecnologias. No ano passado, foi pioneira no Brasil ao realizar a primeira cirurgia robótica em criança menor de cinco anos. Atualmente conta com três unidades em Minas Gerais e uma na Bahia. 

A Unimed Recife existe desde 1975 e conta com três hospitais, que somam quase 400 leitos com diferentes finalidades. Fundada em 1975, a cooperativa de saúde possui 119 hospitais próprios no Brasil.