Velocidade internet agora passa por novas exigências e verificações. Foto: flickr.com/photos/jdhancock

A Anatel começou a exigir que as empresas entreguem no mínimo 20% da velocidade contratada pelos usuários de internet. A resolução começa a ser colocada em prática a partir desta quinta-feira, 01.

Para fazer a medição do serviço, a agência reguladora indica o site Brasil Banda Larga. As verificações permitirão a avaliação das prestadoras com mais de 50 mil acessos. São elas: Oi, NET, Vivo, GVT, CTBC, Embratel, Sercomtel e Cabo Telecom.

A ação faz parte de uma ofensiva da agência para melhorar a qualidade dos serviços de banda larga no país e a exigência será ampliada ao longo dos dois próximos anos.

Nesta semana, a Anatel também enviou aparelhos, chamados de whitebox, para que voluntários realizem a medição da qualidade da banda larga fixa. Os testes serão feitos com usuários de Goiás, Distrito Federal, Pernambuco, Ceará, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Paraná.

A partir desta ação, a Anatel reunirá informações para a adoção de medidas que permitam a progressiva melhoria do serviço.

Ainda há necessidade de voluntários em todos os estados e as inscrições podem ser feitas pelo site. Quem não for escolhido agora poderá ser sorteado em uma próxima etapa do projeto, que terá renovação anual de 25% da base de voluntários.

Os dados coletados pela Entidade Aferidora de Qualidade (EAQ) serão divulgados mensalmente pela Anatel, e servirão para que a agência avalie se as empresas estão cumprindo as metas de qualidade estabelecidas.

Segundo o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, a medição vai melhorar a concorrência no setor, fazendo com que os usuários procurem as empresas com melhores resultados.