A Hand Talk é uma das startups selecionadas pelo BID. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

O Inter-American Development Bank (BID) escolheu 16 startups da América Latina e Caribe para participar do Demand Solutions, evento sobre inovação que acontece em Washington D.C. As brasileiras, quatro no total, são maioria entre as selecionadas.

Ao todo, foram mais de 200 candidaturas de 22 países da região.

As brasileiras são: Hand Talk, Livox, Plataforma Saúde e Énois Inteligência Jovem.

Premiado pela ONU, o Hand Talk é um aplicativo que converte conteúdos em texto, áudio e fotográficos para a linguagem de sinais. Em maio, a empresa alagoana foi a vencedora da competição internacional Qualcomm Ventures QPriz 2014, que rendeu US$100 mil em investimento da Qualcomm Ventures. 

A Plataforma Saúde é voltada para pessoas de baixa renda e utiliza tecnologias móveis para identificar doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes e obesidade. 

Fundada no Rio de Janeiro por Tales Gomes, a plataforma conta com 500 usuários. Em setembro de 2014, foi selecionada pela Startup Brasil para receber R$ 200 mil.

Voltado para pessoas com dificuldade na fala, o Livox converte textos em som e símbolos para facilitar a comunicação. O fundador, Carlos Edmar Pereira, teve a ideia para a plataforma a partir do nascimento de sua filha, que tem paralisia cerebral devido a erro médico durante o parto.

Já a Énois Inteligência Jovem ajuda jovens a desenvolverem projetos jornalísticos e a melhorarem seu desempenho escolar por meio da comunicação. A publicação é distribuída em seis estados com a colaboração de 23 ONGs. 

Também participarão do Demand Solutions as startups Acamica (Argentina),  RetiDiag (Chile), Copper BioHealth (Chile), Acuacare (Colombia), Soko Text (Colombia), Digital Partners (Guatemala), Limmo (México), Criptext (Panamá), DUHEM (Peru), IEETECH Ltda (Uruguai), ViperMed (Uruguai) e Take a Hand (Venezuela).