Ana Paula Probst com os alunos da Maria Montessori.

Uma turma de 25 alunos da escola Maria Montessori em São José, na região metropolitana de Florianópolis, está tendo uma atividade extracurricular diferente: aulas de gerenciamento de projetos.

A atividade é uma iniciativa da Plathanus, uma consultoria especializada no assunto sediada em Palhoça.

Ao longo de três encontros de uma hora, os profissionais da empresa vão familiarizar crianças de 9 e 10 anos com conceitos característicos da gestão de projetos como objetivos, requisitos, cronograma, restrições, prazos, qualidade, envolvidos no projeto, tempo e riscos, além de instrumentos como o painel do PM Canvas, Kanbam e PMBOK. 

“Ao final, pretendemos que estas crianças planejem e executem suas atividades de forma organizada, percebendo que projeto é algo muito natural e é intrínseco ao nosso cotidiano”, explica Ana Paula Probst, uma das sócias da Plathanus.

Ana Paula destaca que o projeto é aderente ao método pedagógico da escola, baseada nas ideias do chamado método montessoriano, no qual o ensino é conduzido por meio de tarefas nas quais o aluno tem bastante autonomia sobre o que fazer.

A profissional tem uma filha estudando no colégio, o que facilitou a aproximação. A instituição tem 300 alunos e o plano é ampliar o programa em 2015.

A Plathaus foi fundada no começo do ano por Ana Paula e Pascoal Vernieri, dois ex-profissionais da Totvs-SC.

A empresa trabalha com outsourcing, seleção de softwares de gestão e consultoria, atendendo clientes como Pedra Branca, Udesc, Brognoli e UBM.