A Telefônica e a FireEye anunciaram uma parceria focada em proteção cibernética. Foto: Divulgação.

A Telefonica Business Solutions, provedora de soluções de comunicação integrada para o mercado B2B, e a FireEye anunciaram uma parceria para levar proteção cibernética para os clientes da Telefônica em todo o mundo. 

O acordo une a tecnologia de segurança e inteligência da FireEye aos principais serviços de segurança gerenciados da Telefônica para ajudar a proteger as empresas no cenário de ameaças atual.

Como parte do acordo para se proteger das ameaças móveis e de dados correlatos de vetores de ataque mobile, os clientes da Telefonica Mobile Security terão acesso ao FireEye Mobile ThreatPrevention. 

Este serviço também complementa o MDM (Mobile Device Management) e as capacidades próprias de detecção de ameaças da Telefônica, que possui um aplicativo mobile próprio para monitorar soluções.

A máquina virtual construída pela FireEye analisa o comportamento do conteúdo suspeito executando o código malicioso em um ambiente virtual isolado e seguro. 

Se um comportamento malicioso é detectado, os especialistas da Telefônica terão à mão ferramentas para realizar a análise forense digital para identificar um ataque e mitigar o impacto de um grupo de ameaça avançada.

A FireEye é uma companhia americana especializada em segurança da informação. Há um ano, comprou a Mandiant, empresa do mesmo país especializada em forense computacional por um valor total de US$ 1,05 bilhão.

Com o negócio, a previsão era que a nova empresa crescesse 50% em 2014. A título de comparação, a Symantec previa queda de entre 3% a 4%. na mesma época. O CEO da FireEye é David DeWalt, ex-CEO da gigante de antívirus McAffe.

Apesar de promissores, os novos players do mercado de segurança ainda são pequenos. 

A FireEye ainda não deu lucro e previa faturar US$ 240 milhões em 2014. A Symantec faturou US$ 6,3 bilhões em 2012, último ano com resultados divulgados.