Diogo Mourão, Fernando Freire e Danilo Duarte, fundadores da Conecta Reforma. Foto: divulgação.

A Juntos Somos Mais, joint venture da Votorantim Cimentos, Gerdau e Tigre, anunciou a aquisição minoritária da Conecta Reforma, startup paulistana que conecta clientes com prestadores de serviço para execução de grandes reformas.

O valor da transação, que foi finalizada no último dia 28 de janeiro, e a porcentagem da participação não foram informados pela empresa. O que se sabe é que o aporte faz parte do seu plano de investir mais de R$ 50 milhões nos próximos dois anos.

Fundada em 2019, a Conecta Reforma já movimentou cerca de R$ 10 milhões em reformas desde o início da operação. Em 2020, a startup ampliou sua receita em 545% em comparação com o ano anterior.

A empresa faz uma avaliação do perfil da obra e do cliente, com orçamentos que variam de acordo com as necessidades de cada projeto, e conecta o prestador ideal para cada situação.

Entre os seus clientes, estão arquitetos, pessoas físicas, investidores e os chamados iBuyers, empresas que compram um alto volume de imóveis para serem reformados.

Com o investimento da Juntos Somos Mais, a Conecta pretende acelerar ainda mais o seu crescimento e se preparar para uma expansão nacional, aumentando em cinco vezes a operação nos próximos três anos. 

“Agora pretendemos usar aprendizados das duas empresas para melhorar cada vez mais a experiência, tanto do cliente como dos prestadores que executam nossas obras”, conta Danilo Duarte, cofundador da Conecta Reforma.

Para a Juntos Somos Mais, a aposta na startup complementa seu ecossistema, endereçando o maior desafio dos profissionais do setor, que é conseguir trabalho.

“O investimento na Conecta Reforma representa mais um passo do plano de transformar a experiência do consumidor com reformas e o setor da construção civil, alinhando a força dos varejistas e profissionais da obra com a tecnologia”, afirma Nicolas Scridelli, head de soluções da Juntos Somos Mais. 

Em setembro de 2020, a empresa já havia adquirido a Triider, um marketplace de serviços de Porto Alegre que conecta profissionais a clientes em busca de serviços de manutenção e pequenas e médias reformas.

Outras compras devem vir pela frente, já que a Juntos Somos Mais pretende se tornar o maior marketplace de serviços para construção do país. Para acelerar o processo, a ideia da empresa é levantar até R$ 300 milhões em investimentos vindos de fundos de private equity.

Atualmente, as receitas da companhia vêm do programa de fidelidade criado em 2014 com o mesmo nome e da Loja Virtual, marketplace B2B que realiza mais de 100 mil vendas on-line mensalmente e transacionou mais de R$ 7 bilhões em 2020.

Criada há dois anos, a Juntos Somos Mais tem como acionistas a Votorantim, com 45% do capital, além da Gerdau e da Tigre, com 27,5% cada. Seu ecossitema conta com mais de 25 empresas da construção, mais de 85 mil lojas e mais de 500 mil profissionais. 

A empresa atua em um mercado que movimenta mais de R$ 225 bilhões por ano no Brasil, com 136 mil lojas e 4,6 milhões de profissionais de obras. Além disso, o setor é extremamente pulverizado: quase 90% das lojas de materiais de construção são Pequenas e Médias Empresas (PMEs).