Sócios da Ilegra, Anderson Lattuada, Ivã Boesing, Roger Muller e Romulo Dornelles. Foto: divulgação.

A Ilegra, desenvolvedora integradora porto-alegrense de soluções em TI, anunciou seus resultados para 2014, fechando o ano com um faturamento de cerca de R$ 20 milhões, crescendo 21% sobre 2013 e ficando acima da meta estabelecida para o ano, que previa um aumento de 12% em sua receita.

Segundo a empresa, o saldo dos doze meses de 2014, levando em consideração os desafios econômicos e interrupções - Copa do Mundo, Eleições - no país durante o ano.

De acordo com Rômulo Dornelles, sócio e diretor de Marketing, Inovação e Comercial, o crescimento foi ancorado em uma expansão de negócios uniforme entre as diferentes áreas de atuação da companhia. A empresa atua como integradora Google, fábrica de software, entre outros produtos.

"Algumas áreas tiveram um crescimento maior de clientes, enquanto outras representaram mais do ponto de vista de receita, por isso ficou difícil mensurar o crescimento delas em parâmetros gerais", avaliou o executivo, que destacou a parte de desenvolvimento de software uma das mais destacadas no ano.

Outro ponto destacado por Dornelles foi a divisão voltada a integrações Google, que ajudou a alavancar o número de novos contratos da companhia. Em 2014, a empresa conquistou 49 novos clientes, expandindo sua atuação em outros estados (SC, PR, SP) e países (Estados Unidos).

"Mais do que um avanço na parte de produtos, em que fizemos uma ampliação expressiva nos últimos anos, focamos em nosso crescimento geográfico para impulsionar o crescimento nos próximos anos", avaliou Dornelles.

Além do foco em novos territórios, a expansão de portfólio, lançada oficialmente em outubro do ano passado, também possibilitou à empresa a busca de diferentes verticais de negócio.

"Ampliamos a nossa base de clientes em segmentos como financeiro, varejo, hoteleiro, hospitalar, meios de pagamento, entre outros", completou Dornelles. Entre os novos clientes estão nomes como HCPA, Betha, Dudalina e Embraco.

Para 2015, a estimativa de Dornelles e seus sócios é de incrementar o ritmo de crescimento, subindo o percentual para 30%. Para a companhia, o plano de 2014 até 2016 é o que duplicar a operação total dos negócios.