Jogadores do SPFC comemoram gol. Foto: SPFC.

O São Paulo Futebol Clube implantará o SAP S/4 Hana, última versão do sistema de gestão da multinacional alemã, com implantação da Atos.

De acordo com o Portal do ERP, o projeto deverá ser concluído em um ano e custará R$ 1,5 milhão, mais R$ 35 mil mensais para a manutenção ao longo de um ano e meio.

O novo sistema atenderá processos operacionais em áreas como administração, financeiro, marketing e jurídico.

A Atos tem experiência na área esportiva, ainda que não exatamente com clubes de futebol. A empresa é provedeora de TI do Cômite Olímpico Internacional, tendo sido responsável inclusive pela Rio 2016.

Segundo o Portal do ERP, a Atos cumprirá as fases de implantação e hospedagem do sistema. A própria SAP cumprirá as etapas iniciais, de licença e manutenção. 

Como já acontece no Grêmio, clube gaúcho que foi o primeiro no país a fechar um contrato com a SAP em 2014, o software S/4 Hana auxiliará no desenvolvimento do departamento de futebol, mais especificamente na área de análise de desempenho e estatísticas.

Além de São Paulo e Grêmio, também são clientes da SAP no mercado de futebol brasileiro o Palmeiras e o Botafogo de Ribeirão Preto, esses dois com implantações menos sofisticadas, constantado apenas do ERP para pequenas e médias empresas SAP Business One.

O SPFC é um reforço importante para a carteira de clientes da SAP nesse segmento, no qual as implantações tem um grande retorno de visibilidade de marca para os envolvidos.

Já a SAP está repetindo no mercado de clubes de futebol a disputa com a Totvs.

Até agora, a Totvs está ganhando em quantidade, ainda que os projetos da SAP com Grêmio e SPFC sejam mais chamativos. 

Em setembro de 2016, a empresa anunciou o fechamento de um contrato com o Sport Recife, com o qual totalizou 15 clubes de futebol no país.

Desde agosto do ano passado, entraram na lista Internacional, Cruzeiro, Corinthians, Botafogo e Ponte Preta. Provavelmente, o resto da lista é composto por clubes menores, clientes do Protheus.