TERMÔMETRO

DHL utiliza biometria da Unike para controle de acesso

02/03/2021 14:28

A solução une triagem com medição de temperatura e reconhecimento facial.

A tecnologia de biometria facial da Unike Technologies controla o acesso e verifica a temperatura dos funcionários. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A DHL Supply Chain está usando tecnologia de biometria facial da Unike Technologies para fazer a triagem e controle de acesso dos seus seus funcionários.

A solução faz a verificação automática de temperatura por imagem e reconhecimento facial na entrada das instalações da multinacional de logística no Brasil.

A solução funciona sem contato humano, permite evitar filas e agiliza em até 70% o tempo de ingresso nas instalações da companhia, quando comparada à verificação analógica de temperatura estabelecida por protocolos de prevenção à Covid-19.

Outro problema era a vida útil dos termômetros a laser e a necessidade de troca de pilhas constante devido ao uso intensivo diante da demanda diária nos Centros de Distribuição da DHL. Além disso, os equipamentos são imprecisos em dias quentes. 

“A nova solução responde a tudo isso com eficiência e com a vantagem adicional de dispensar também a apresentação de identificação funcional para pessoas já cadastradas", afirma Lilio de Souza Rocha Neto, Evangelizador em Inovação da DHL Supply Chain.

A tecnologia utiliza um terminal de corpo único especial com câmera de alta resolução integrada ao sistema de controle de acesso da empresa, que mostra a temperatura com 0,5 Cº de precisão e indica se o indivíduo está usando máscara.

Quando a temperatura está acima do estabelecido pelas normas de segurança, uma mensagem de aviso aparece no visor do terminal e outra é enviada ao responsável local.

A solução já funciona em dois centros de distribuição localizados em Cabreúva e Louveira, na região metropolitana de São Paulo, além do escritório central da DHL Supply Chain em Campinas e será implantada em cerca de 100 pontos da DHL no país.

A Unike Technologies é uma startup fundada em 2018 pelo empresário André Barretto, e se define como uma “FricTech”, uma empresa que visa remover a fricção no acesso a produtos e serviços. 

A startup atua no mercado de educação, varejo, entretenimento, saúde e meios de pagamento, e tem clientes como Porsche, AmigoEDU, Rede Laureate e Grupo Ânima.

A empresa é um dos destaques no mercado de biometria facial, tendo captado no final do ano passado um aporte de R$ 3 milhões, em uma transação liderada pela Reussite, fundo liderado por Isaac Lazera, sócio da Extrafarma.

O mercado de identificação, ou biometria, é quente, devendo chegar a R$ 1 bilhão até o final do ano, segundo dados da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia em Identificação Digital (Abrid).

Já a DHL é líder global no setor logístico, abrangendo desde a entrega de encomendas nacionais e internacionais até o gerenciamento da cadeia de suprimentos industriais. 

A companhia tem 380 mil colaboradores em mais de 220 países e territórios e faz parte do Grupo Deutsche Post DHL, o qual gerou receitas de mais de 63 bilhões de euros em 2019.

Veja também

SORRIA
Drogaria Iguatemi aceita pagamento por face

Tecnologia de biometria facial é da startup Payface.

CARGAS
Biometria facial pega “motorista dublê”

Tecnologia da CredDefense está sendo usada pelos clientes da seguradora NVZ.

BIOMETRIA
Salvador testa embarque com reconhecimento facial

Aeroporto baiano é o segundo do país a receber o projeto-piloto do Governo Federal.

ROSTOS
Gateware compra startup de biometria

Mercado de reconhecimento facial está em alta e agora tem novo competidor.

IDENTIDADE
Vsoft e UFPB desenvolvem biometria de orelha de bebês

Ainda em fase de pesquisa, solução deve identificar recém-nascidos com a câmera do celular.

SELFIES
Havan tem pagamento com biometria facial

Funcionalidade é parte da solução da Acesso Digital e está em uso em todo país.

FINTECH
Payface entra em programa de aceleração do Catar

Brasileira de pagamentos por reconhecimento facial é a única finalista latino-americana.

ID
Goiás: identificação biométrica com Natosafe

Tecnologia da startup curitibana tem objetivo de prevenir sequestros e troca de bebês nas maternidades.

CARAS
Hering condenada por reconhecimento facial

Multa foi pequena, mas é um marco na regulação do assunto no Brasil.

ROSTOS
Startup de biometria facial Unike capta R$ 3 milhões

Empurrada por fintechs e alta do e-commerce, identificação por reocnhecimento de face está em alta.

BIOMETRIA
Payface recebe aporte de R$ 3 milhões

Startup de pagamento por reconhecimento facial já intermediou mais de 100 mil transações.