Ideval Munhoz.

Ideval Munhoz, ex-diretor geral da T- Systems no Brasil, acaba de assumir o cargo de diretor de Regionais B2B da Oi.

A Oi tem investido em ampliar sua penetração no universo corporativo.

Em outubro do ano passado, a operadora ampliou de quatro para 11 as diretorias focadas em B2B.

As quatro antigas eram Sul/Centro-Oeste; Norte/Nordeste; São Paulo; e restante do Sudeste. As 11 diretorias atuais são: key accounts; governo federal; Sul; São Paulo; Rio de Janeiro; Minas Gerais/Espírito Santo; Centro-Oeste; Norte; Ceará/Maranhão/Piauí; Bahia/Sergipe; e Alagoas/Pernambuco/Pará e Rio Grande do Norte.

Munhoz responderá para Adriana Viali, ela mesma uma contratação recente. A head de B2B da Oi ingressou na companhia em maio do ano passado, vinda da Embratel, na qual passou 13 anos.

A Oi contratou um executivo de peso no mercado de tecnologia.

Ideval assumiu o cargo em 2012 de diretor da T-Systems, sendo o primeiro a ocupar a posição de liderança, que até então era dividida entre integrantes do conselho da multinacional alemã no país.

Ao longo da sua gestão, Munhoz ampliou a penetração da T-Systems em clientes locais, diversificando uma carteira que até então era mais concentrada na operação de grandes multinacionais alemãs como a Volkswagen, com quem a companhia tinha contratos fechados pela matriz.

O interessante é que Munhoz conhece também como funciona um braço TI de uma operadora de maneira bem sucedida. 

A T-Systems é uma empresa do grupo Deutsche Telekom, que fornece soluções de outsourcing de tecnologia da Informação e comunicações, de aplicações a infraestruturas de TI e telecom.  

Presente no Brasil desde 2001, conta com 13 escritórios e dois data centers.

Ela provavelmente se equipara em tamanho aos negócios do mesmo gênero das operadoras brasileiras, que vem tentando há pelo menos uma década entrar no mercado corporativo.

Antes de chegar à T-Systems, Munhoz trabalhou por três anos na HCL, como executivo líder das operações brasileiras da empresa indiana.

Na HCL, Munhoz esteve à frente de projetos como a instalação de uma unidade da empresa na Unisinos, em São Leopoldo.

Ele também tem passagens pela Satyam Computer Services, onde atuou como gerente para a América Latina, e pela CPM Braxis, como diretor de vendas.