O Google lançou o programa de Bolsas de Pesquisa para a América Latina. Foto: l i g h t p o e t/Shutterstock.

O Google anunciou o lançamento do programa de Bolsas de Pesquisa Google para a América Latina (Google Research Awards Latin America), com investimentos totais de US$ 1 milhão nos próximos dois a três anos. O objetivo é financiar pesquisadores da ciência da computação. 

A iniciativa segue um programa-piloto lançado no Brasil em 2013, por meio do qual o Google apoiou cinco pesquisadores. Agora, o programa foi expandido para cientistas da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e México.

As bolsas serão concedidas a professores e alunos de mestrado e doutorado que desenvolvem pesquisas avançadas em áreas de interesse para o Google e a comunidade científica. 

Os campos de pesquisa contemplados nesta edição são: geo/mapas; interação entre humanos e computadores; recuperação, extração e organização de informações; Internet das Coisas; aprendizado de máquinas e mineração de dados; dispositivos móveis; processamento natural de línguas; interfaces físicas e experiências imersivas; e privacidade.

O programa Bolsas de Pesquisas Google faz parte de uma iniciativa global. Na região, será liderado pelo Centro de Engenharia do Google na América Latina, localizado em Belo Horizonte.

“A aproximação entre a academia e o setor privado é importante para impulsionar um ecossistema forte de inovação e esperamos que o novo programa de bolsas para a América Latina ajude a incentivar a pesquisa acadêmica, a inovação na internet e o empreendedorismo na região”, afirma Berthier Ribeiro-Neto, diretor de engenharia do Google para a América Latina.

As inscrições estão abertas no site até o dia 6 de julho.