Carlos Wizard. O nome certo para a secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos em Saúde?

Carlos Wizard Martins, fundador da rede de escolas de idiomas Wizard, vai assumir a secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos em Saúde do Ministério da Saúde.

De acordo com o site o Antagonista, o empresário aceitou o convite feito pelo ministro interino, general Eduardo Pazuello.

A secretaria que Wizard vai assumir é estratégica, pois coordena parcerias com o setor privado para a fabricação de medicamentos e outros insumos. 

O órgão também analisa pesquisas sobre medicamentos utilizados no tratamento da Covid-19.

O cargo está vago desde 22 de maio, quando da saída do professor titular da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Antonio Carlos Campos de Carvalho, uma indicação do ex-ministro Nelson Teich, cujo sucessor ainda não foi definido.

Wizard já atuava como conselheiro de assuntos estratégicos da pasta desde 21 de maio. De acordo com ele, a função foi aceita para ser feita sem remuneração. 

Dentro da nova orientação do Ministério da Saúde, Wizard está aberto a indicar tratamento com cloriquina.

“Existe muita questão ideológica da cloroquina, mas não muda o fato de que usamos esses medicamentos há 70 anos. Não vai matar a pessoa”, afirmou Wizard à CNN. “Eu tenho um filho, Charles Martins, que passou dois anos na África e tomava a cloroquina toda semana", agregou o bilionário.

O bilionário aparece como uma figura próxima do governo, pelo menos tendo em conta suas postagens no Instagram, que incluem fotos com o presidente Jair Bolsonaro, a primeira-dama Michelle Bolsonaro e o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), para ficar só no círculo mais próximo do poder.

Wizard fundou a rede de ensino de idiomas Wizard, vendida em 2013 para a Pearson por R$ 2 bilhões.

No ano seguinte, comprou a rede Mundo Verde, líder da América Latina no segmento de produtos naturais.

Mostrando uma flexibilidade que pode vir a ser útil no Ministério da Saúde, em 2016 o empresário trouxe para o Brasil a rede de fast food Taco Bell. 

Nos últimos tempos, Wizard tem lançado alguns livros, incluindo, em 2017, "Do zero ao milhão - como transformar seu sonho em um negócio milionário".

Wizard tem uma trajetória destacada no capitalismo brasileiro. Como ela vai desempenhar no momento em que o Brasil se converte no epicentro mundial da pandemia do coronavírus, num contexto de crise política e econômica, é, no entanto, um assunto bem diferente.