CEEE vai entrar num projeto complexo. Foto: Divulgação.

A CEEE assina com a Sonda IT nesta quinta-feira, 03, um contrato para implementação do sistema de gestão da SAP na empresa aliado a um upgrade tecnológico geral, a um custo total de R$ 130 milhões.

O projeto, que tem duração de 36 meses, mobilizará uma equipe de 200 profissionais da Sonda IT e da CEEE. A meta é que as novas soluções estarão em operação num prazo de 16 meses.

Além do ERP da SAP, serão implementadas as soluções de billing e gestão fiscal da Sonda. Tudo rodará sobre servidores e storages, com tecnologia IBM risc.

O processo para licitação do ERP começou ainda em abril de 2012. Os custos serão financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e pela Agência Francesa de Desenvolvimento.

A nova interface tecnológica da CEEE impactará diretamente no atendimento ao cliente final, atingindo cerca de 1,6 milhões de consumidores ou uma população de 4,8 milhões de pessoas. 

Com área de concessão que compreende a região Metropolitana, Sul, Litoral e Campanha gaúcha, a CEEE Distribuição atende a 72 municípios, abrangendo 73.627 km², o que corresponde aproximadamente a 34% do mercado consumidor do Rio Grande do Sul.

A novidade em relação ao projeto é o implementador. Desde o começo das discussões sobre a mudança do ERP da CEEE, a SAP sempre foi apontada por fontes próximas como a franca favorita para levar a migrar o Synergia, adquirido da chilena Synapsis e implantado no final de 1999.

A multinacional alemã é a fornecedora de sistemas de gestão do Grupo CPFL, o maior player do setor no Brasil, controlador da RGE, além de clientes como Copel, Cemig, Light, Itaipu, Eletronorte e Furnas.

A Oracle, em troca, tem a Tractebel Energia, maior empresa privada de geração de energia elétrica do país.

Os valores também estão dentro do previsto. Desde o começo, a CEEE falou em fazer um inestimento de US$ 60 milhões, ou R$ 133 milhões no câmbio de hoje, com o dólar a R$ 2,22.

O preço pode parecer salgado, mas é preciso ter em conta que consultores SAP especializados em billing para utilities são considerados “mosca branca” no mercado. A implantação do SAP na Light, anunciada há mais de uma década, em 2001, custou R$ 100 milhões.

Quem vai estar à frente do processo por parte da CEEE é Valter Skorupski Junior, nomeado no final do ano passado como CIO da CEEE. Skorupski é um funcionário com 27 anos de casa e passagens pelas áreas de  engenharia, infraestrutura e TI da estatal.