STARTUP

Deskfy recebe aporte de R$ 1,3 milhões

02/07/2020 07:55

Rodada de investimento foi liderada pela ACE e contou com Diego Gomes, CEO da Rock Content.

Victor Dellorto e Lucas Braum, cofundadores da Deskfy. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Deskfy, startup gaúcha de marketing para gestão, distribuição e customização de branding, levantou R$ 1,3 milhões de investimento seed em rodada liderada pela ACE com a participação de Diego Gomes, CEO da Rock Content.

Os sócios da Deskfy são Lucas Braum e Victor Dellorto, que lançaram uma primeira plataforma, voltada para o consumidor final, em julho de 2017. Após testes, alteraram o segmento de atuação e passaram a operar no B2B em dezembro daquele ano.

Antes de fundar a empresa, Braum atuou na SAP entre 2014 e 2017 como desenvolvedor. Dellorto também fez parte da equipe da companhia de ERP, mas na coordenação do programa SAP Startup Focus.

A Deskfy se propõe a potencializar o uso correto da marca, centralizando os processos, aprovações e materiais de comunicação através de uma solução SaaS de gestão de marca.

Na prática, todas as lojas, franquias, parceiros e vendedores que usam a marca contratante, ganham um login de acesso para uma plataforma onde podem fazer solicitações ao time de marketing, receber comunicados importantes da marca, consumir e customizar materiais publicitários impressos ou digitais.

Atualmente, a startup conta com cerca de 90 clientes, entre eles Arezzo, Audi, Domino's Pizza, Swarovski e Tramontina.

A Deskfy já conta com a participação de investidores como o empresário Daniel Goldsztein e a aceleradora Ventiur que, assim como a startup, tem sede no parque tecnológico Tecnosinos, em São Leopoldo. 

Com o novo aporte, a empresa quer alavancar seu crescimento, impulsionando a estratégia de aquisição de clientes e produto.

“Estamos empolgados em contar com a ACE e toda sua experiência para essa nova etapa de crescimento. Temos realizado um ótimo trabalho com nossos clientes em uma escala global e estamos ansiosos em poder trabalhar com mais marcas”, afirma Victor Dellorto, CEO e cofundador da Deskfy.

Para a ACE, o investimento é um grande passo e visa contribuir para o desenvolvimento dos negócios da startup.

“Nós conhecemos a Deskfy desde o início das suas atividades e acompanhamos o crescimento deles nesse mercado, é muito gratificante para a ACE fazer parte dessa trajetória. Enxergamos nos founders a possibilidade de criarmos um case global de martech", conta Arthur Garutti, partner da ACE.

Este é o terceiro investimento da ACE em menos de 90 dias. Além Deskfy, a empresa de inovação investiu na Loginfo, startup de logística, e na Acordo Online, plataforma de renegociação de dívidas, somando R$ 2 milhões em aportes.

Com o aporte na Deskfy, a ACE atinge a marca de 118 startups investidas ao longo de sua história, que começou em São Paulo no ano de 2012.

Veja também

SEGURANÇA
Kryptus levanta R$ 20 milhões do Fundo Aeroespacial

Fundo tem entre os participantes a Embraer, que essa semana comprou a Tempest, investida em 2016.

SEGURANÇA
Embraer compra controle da Tempest

Gigante de aviação já havia feito um aporte na empresa pernambucana em 2016.

GESTÃO
Solinftec adota B1 com Seidor

Startup de tecnologia agrícola está em alta, tendo captado R$ 230 milhões em fevereiro.

PAGAMENTOS
O fim do dinheiro em espécie se aproxima?

Antes da Covid-19, as transações diárias em espécie ocorriam por 70% da população brasileira.

PROPTECH
Hent recebe aporte de R$ 5 milhões

Rodada foi liderada pelo fundo brasileiro Canary com a participação de outros investidores.

BIOMETRIA
Payface recebe aporte de R$ 3 milhões

Startup de pagamento por reconhecimento facial já intermediou mais de 100 mil transações.

FINTECH
BizCapital levanta R$ 65 milhões

Aporte série B foi liderado pelo DEG e teve participação do MELI Fund.

MARKETING
Arena recebe aporte de R$ 11,6 milhões

Com rodada liderada pela Redpoint eventures, startup quer aumentar a presença em mercados globais.

STARTUP
Pipo Saúde capta R$ 20 milhões

Rodada foi liderada por Monashees e Kaszek, com participação da ONEVC e investidores anjo.

FIM
Ceitec rumo à liquidação

Parte da estatal pode seguir como uma OS focada em design de chips.