Cuidado. Foto: Pexels.

O TikTok já é o aplicativo mais baixado do mundo inteiro. Criado em 2016 pela ByteDance (Beijing ByteDance Technology Co. Ltd.), uma empresa chinesa de tecnologia, ele já conta com mais de 800 milhões de usuários ativos ao redor do mundo.

Mas há questões fundamentais de segurança envolvendo este aplicativo e, aqui mesmo, você vai entender mais quais são estas vulnerabilidades e como lidar com elas – e, claro, se proteger da melhor forma possível.

A polêmica nos EUA

Nos Estados Unidos, o presidente Donald Trump baniu o TikTok alegando motivações de segurança nacional porque, segundo ele, o app poderia servir como um instrumento de espionagem chinesa contra os interesses e informações sigilosas dos EUA.

Desde então, hashtags como a #SaveTikTok têm sido promovidas por milhões de usuários que apoiam o aplicativo. Em meio a vários debates polêmicos, muitas pessoas que vivem nos Estados Unidos e querem continuar usando o aplicativo, usam métodos alternativos para isto.

Por enquanto, o tema tem sido debatido em outros países, mas nenhum utilizou medidas tão extremas quanto os Estados Unidos.

O TikTok é seguro?

O TikTok é, em termos de segurança e privacidade, um verdadeiro pesadelo. Com o governo chinês por trás dele, é quase que certo que suas informações pessoais estão em risco. Analistas já descobriram que o app é projetado para armazenar informações dos usuários e enviá-las para a empresa que gerencia o TikTok.

Você conseguiria dormir tranquilamente sabendo que suas mensagens não são criptografadas e que a empresa (e terceiros) podem acessá-las, visualizar suas imagens, seus vídeos, seus contatos e outros registros seus, online?

É claro que cada pessoa é livre para escolher os serviços que querem usar. Então, se você decidir usar o TikTok, faça isto com cuidado e tome todas as medidas de segurança necessárias.

E o mesmo vale para outros aplicativos, como os gerenciados pela Google, por exemplo, já que problemas de privacidade não são exclusividade dos serviços chineses.

Como desbloquear o TikTok

Com uma VPN, você pode se conectar, por exemplo, a um servidor fora dos Estados Unidos e continuar a usar o aplicativo mesmo estando no país que impôs restrições ao TikTok. É só seguir os passos abaixo:

1. Baixe e instale um aplicativo VPN que está disponível para download;

2. Abra o aplicativo e crie sua conta;

3. Na tela principal do app, você vai visualizar uma lista de servidores; selecione um país no qual o TikTok esteja permitido para uso;

4. Acesse sua conta do TikTok em qualquer país.

O interesse da Microsoft

Após consultas com Trump, a Microsoft demonstrou interesse em comprar os direitos de gerenciar o aplicativo nos EUA, Austrália, Nova Zelândia e Canadá. A ByteDance, criadora do aplicativo, continuaria controlando as operações em outros mercados.

Isto significa que você não vai mais precisar se preocupar com sua segurança caso a Microsoft realmente compre o direito de gerenciar o TikTok nestes países? A resposta é: não.

A Microsoft também é suspeita de colaborar com a NSA (National Security Agency, a “agência nacional de segurança” dos EUA), além de abrir backdoors nos programas e serviços que disponibiliza.

Na prática, a Microsoft (e outras empresas) quer comprar uma plataforma poderosa de vigilância digital. Seria muito tentador para uma grande empresa, como a Microsoft, acessar e armazenar informações sobre milhões de usuários.

O interesse da Oracle

Outra empresa interessada em comprar direitos de distribuição do TikTok também apareceram, como o Oracle, que também demonstrou vontade de adquirir o aplicativo nos EUA.

Ainda não é muito claro se a Oracle ou a Microsoft vão adquirir a distribuição do TikTok nos Estados Unidos e em outros países e quais os impactos disto.

A Oracle foi criada na década de 1970 como um projeto amparado pela CIA, o serviço de espionagem dos EUA, e é conhecida por trabalhar bem perto de agências de inteligência do país, como a NSA por exemplo.

Conclusão

Parece exagero falar em privacidade em um mundo cada vez mais digital. Mas é algo essencialmente importante, afinal, suas informações valem muito dinheiro – as empresas e governos sabem muito bem disto.

E vale a pena lembrar que segurança digital e segurança pessoal são duas coisas cada vez mais indivisíveis. Verifique quem produz e quem distribui o aplicativo que você usa, e saiba sobre legislações de privacidade e compartilhamento de dados.