Foto: Pixabay.

A demanda por acesso sem fio dos usuários deixou de ser um plus para se tornar uma necessidade. Por isso, o desempenho da rede tornou-se um requisito empresarial essencial. Trabalhadores e consumidores esperam uma conexão Wi-Fi confiável, cuja ausência pode influenciar sua decisão de permanecer ou ir embora de um estabelecimento.

O futuro do Wi-Fi parece extremamente promissor. Nos Estados Unidos, a Federal Communications Commission fez um pedido para permitir uma ampla faixa de espectro, cerca de 1.200 MHz na banda de 5,925 GHz a 7,125 GHz (6 GHz), para uso não licenciado, e a expectativa é que logo esta faixa passe a ser usada aqui no Brasil também. As notícias do espectro adicional fornecem um impulso significativo para a inovação baseada em Wi-Fi, incluindo realidade aumentada, realidade virtual, Internet das Coisas (IoT) e aplicativos de baixa latência.

Para atrair e reter clientes e funcionários, as empresas precisam oferecer Wi-Fi confiável e uma experiência incrível, ou correm o risco de perder negócios. E, para acomodar o crescente número de dispositivos móveis e IoT, melhorias na eficiência de uma rede sem fio e na maneira como ela lida com o congestionamento e com o aumento das demandas de capacidade se tornaram fundamentais para o sucesso.

O crescimento e a diversidade dos usuários, bem como os tipos de aplicativos e o tráfego gerado, significavam que os padrões sem fio precisavam evoluir para acompanhar o ritmo. O tráfego de voz e vídeo sensível à latência compartilha o espaço aéreo com dispositivos IoT que enviam pequenos pacotes de dados, o que reduz a velocidade de uma rede sem fio. 

Criado para resolver problemas de conectividade em redes de alta densidade, o novo padrão 802.11ax (Wi-Fi 6) melhora o desempenho de toda a rede. Novos recursos permitem que vários clientes transmitam simultaneamente, aumentando a capacidade da rede em até 4 vezes, em comparação ao antigo 802.11ac.

Este novo padrão chamado 802.11ax foi publicado no início de 2018 e foi recentemente rebatizado como Wi-Fi 6 pela Wi-Fi Alliance. Um de seus principais focos é aumentar a eficiência de como os access points lidam com os dispositivos simultaneamente. Não se trata de comparar velocidades de Wi-Fi, mas ter uma rede capaz de fornecer o rendimento ideal para todos os usuários.

É como adicionar mais pistas a uma rodovia e cada uma dela passa a ser uma pista de veículos de elevado índice de ocupação. O uso de caronas ou ônibus permite que as pessoas usem a estrada com mais eficiência, por sua vez, diminuindo o congestionamento.

Indiscutivelmente, o novo recurso mais importante no padrão 802.11ax é um recurso multiusuário melhorado chamado OFDMA (acesso múltiplo por divisão de frequência ortogonal). Vários dispositivos com várias necessidades de largura de banda podem ser atendidos simultaneamente, enquanto que no modelo existente os dispositivos competiam entre si para enviar dados. Com o 802.11ax, não há contenção, pois cada dispositivo é programado simultaneamente para transmitir dados em paralelo. 

A saída múltipla/entrada múltipla multiusuário (MU MIMO) é outra maneira de lidar com o tráfego de vários dispositivos que foi originalmente introduzida no 802.11ac. No 802.11ax, esse recurso foi aprimorado, permitindo a transmissão simultânea de até 8 dispositivos usando um canal dedicado por dispositivo. Isso permite que pacotes grandes, como streamings de vídeo HD, sejam manipulados de forma mais eficiente, enquanto que pacotes menores de dispositivos IoT e tráfego de voz são melhor manipulados usando OFDMA.

 

Como escolher o melhor dispositivo?

A Aruba – a Hewlett Packard Enterprise Company - está mudando as regras do fornecimento de experiências voltadas para a inovação, oferecendo aos clientes uma rede de última geração para a nova borda de hoje, uma que seja voltada para IA, segura e projetada para dispositivos móveis e IoT. É o melhor dos dois mundos: experiências incríveis com simplicidade incrível.

À medida que as organizações equipam novos edifícios ou atualizam as implantações de Wi-Fi existentes, a introdução dos access points 802.11ax da Aruba fornecerá o desempenho e as fucionalidades futuras necessárias para oferecer serviços aprimorados nos próximos anos. Além dos recursos baseados no padrão 802.11ax, a vantagem da Aruba inclui AI e aprendizado de máquina que otimiza automaticamente a rede, independentemente do usuário, do dispositivo IoT ou dos aplicativos usados. E mais:

  • Otimização de RF: Um recurso exclusivo do software sem fio da Aruba, chamado AirMatch, usa aprendizado de máquina para otimizar os canais, a largura de banda e a energia necessários para proporcionar uma experiência do usuário consistente, sem a necessidade de intervenção manual.
  • Controle inteligente de tráfego: Um recurso adicional no software sem fio, chamado AppRF, usa a inspeção profunda de pacotes integrada para permitir que a TI aplique facilmente a qualidade do serviço com base no tráfego, no usuário e no tipo de dispositivo.
  • Monitoramento de alimentação inteligente (IPM): Para ambientes em que os switches não são compatíveis com os requisitos de PoE de mais de 30 Watts por porta, o IPM permite que os APs 802.11ax desativem de maneira inteligente recursos pré-selecionados até que o ambiente de switching possa ser atualizado.
  • Otimização do desempenho do cliente: O recurso ClientMatch patenteado da Aruba agrupa automaticamente os dispositivos compatíveis com 802.11ax nos rádios AP 802.11ax disponíveis, para que o desempenho aproveite ao máximo os benefícios do OFDMA e os recursos multiusuário.
  • Segurança de autenticação avançada: Embora o padrão 802.11ax não especifique nenhum novo aprimoramento de segurança, os access points 802.11ax da Aruba incluirão WPA3 e Enhanced Open, tornando as redes abertas mais seguras quando o acesso de visitantes e senhas compartilhadas forem usados.

Os access points de alto desempenho da Aruba, incluindo o 802.11ax e o 802.11ac Wave 2, oferecem uma solução sem fio estável e de nível empresarial para que os usuários móveis possam fazer roaming ao acessar aplicativos e dados de negócios. À medida que as redes se tornam mais críticas e as empresas usam voz e vídeo por Wi-Fi, as redes com fio e sem fio precisam ser projetadas para oferecer suporte a esses aplicativos, proporcionando uma experiência de usuário eficiente e produtiva.

 

SMALL BUSINESS

O portfólio de rede Aruba Instant On agora apresenta ponto de acesso certificado Wi-Fi 6 já nos modelos de entrada.

O novo AP22 é direcionado ao usuário de pequenas empresas. Aruba sugere que os usuários / mercados verticais ideais para AP22 são escritórios, escolas e empresas de varejo e hospitalidade. O AP22 é a última geração do padrão Wi-Fi, tecnologia IEEE 802.ax.

Os principais recursos do produto incluem: 802.11ax rápido, 2 × 2: 2; Wi-Fi 6 certificado desempenho multiusuário, entrada múltipla, saída múltipla (MU-MIMO); suporte para rede Wi-Fi inteligente; funcionalidade de roteador / gateway Wi-Fi integrado; Bluetooth integrado; aplicativo da web e móvel fácil de usar para configuração e gerenciamento; Wi-Fi seguro para convidados; e classificação, controle e visibilidade de aplicativos.

Este novo AP Wi-Fi 6 atende à necessidade do crescente número de dispositivos conectados, de acordo com Aruba. Ele oferece maior capacidade - quatro vezes a capacidade da geração anterior, ou pontos de acesso 802.11.ac. O AP22 também oferece maior desempenho a um preço competitivo. Além disso, é adequado para pequenas empresas com requisitos em expansão de mobilidade, nuvem e IoT.

 

ENTERPRISE

Os access points da série 500 da Aruba com a tecnologia Wi-Fi 6 (802.11ax) e as inovações de software inteligente da Aruba oferecem conectividade de alto desempenho para dispositivos móveis e de IoT em qualquer ambiente.

A série 500 foi desenvolvida para atender simultaneamente a vários clientes e tipos de tráfego em ambientes densos e aumenta o desempenho geral da rede em até 400% em comparação aos APs 802.11ac.

A série 500 também oferece recursos diferenciados que incluem otimização de RF com tecnologia de IA, atualizações em tempo real, segurança certificada WPA3 e Open Enhanced e política unificada com e sem fio com Segmentação dinâmica.

Quer saber mais sobre como aproveitar todas as vantagens de uma rede baseada em WI-FI 6 na sua empresa? Entre em contato com a Sercompe.

 

*Por Gustavo Andrade do Nascimento, especialista em infraestrutura de redes e segurança na Sercompe.