Alessandra Ambrósio é uma das garotas propaganda da Schutz. Foto: divulgação.

A Schutz, marca de calçados do grupo Arezzo, adotou a ferramenta Hybris, da SAP, para incrementar seu comércio digital e investir em um posicionamente omnichannel para suas lojas.

Com a nova solução, a empresa criou a iniciativa "Projeto Omni", reestruturando seu canal de vendas online, pelo site e mobile. O plano interligar canais de forma transparente ao consumidor, que independente do ambiente, físico, online ou mobile, tem as mesmas informações sobre os produtos e experiência de compra.

A adoção do Hybris pela Schutz faz parte do plano feito pela Arezzo no final de 2013, quando firmou contrato com a SAP. Conforme noticiado com exclusividade pelo Baguete, a empresa investiu na adoção de ERP da SAP e nas aplicações Hybris para varejo.

Dentro dessa estratégia, algumas lojas já permitem que produtos do e-commerce sejam oferecidos por tablets, caso algum item esteja indisponível na loja física.

“A Hybris se mostrou a melhor solução, pois tem um forte posicionamento em omni-channel, alinhado com nossa estratégia de atender o cliente da melhor forma, independente do canal. Começamos o trabalho no início do ano, e tivemos o lançamento do primeiro passo de uma estratégia ampla”, comenta Maurício Bastos, gerente do canal online do grupo.

Desde setembro, quando o novo projeto entrou no ar, os consumidores navegaram mais na plataforma, e houve aumento significativo no tempo de navegação e permanência em relação ao canal anterior.

“As métricas nos mostram que estamos no caminho certo. O desempenho do site aumentou 20% e isso se traduz ao tempo de resposta no carregamento da página; a ferramenta de busca tem sido usada 20% mais, e houve queda na busca consecutiva, pois os consumidores estão achando o produto na primeira busca”, conta Bastos.

A Hybris mantém a parceria com a Keyrus desde 2009, que no projeto da Schutz foi responsável pelo back-end, arquitetura e programação no sistema hybris. A plataforma permitirá um desenvolvimento contínuo para a marca.

Para Bastos, a escolha foi estratégica para a expansão do e-commerce no mercado internacional, uma vez que a empresa já tem forte presença nos Estados Unidos. Conforme o executivo, ela traz ganhos de escala e sinergia.

"A hybris tem uma plataforma nativa multi-língua e multi-moeda, que nos permitirá investir mais forte no e-commerce internacional", explica o gerente.

Pelos canais digitais, a Schutz movimentou R$ 24 milhões em vendas em 2013, e 25% do seu público digital compra por dispositivos móveis. A companhia lançará, em breve, um app para iOS.