A Electrolux demitiu na terça-feira, 1º, aproximadamente 540 funcionários. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Electrolux demitiu na terça-feira, 1º, aproximadamente 540 funcionários que atuavam na fábrica de Curitiba, que produz refrigeradores e freezers. Após o corte, o número de funcionários da empresa caiu para 3,9 mil.

Em nota, a Electrolux afirmou que a medida tem o objetivo de readequar a produção em relação à demanda do mercado. 

Grande parte dos funcionários que deixaram a empresa trabalhava no período da noite na área de produção e chão de fábrica. Além disso, cerca de 60 dos colaboradores dispensados atuavam no serviço de atendimento ao consumidor (SAC). 

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Aparelhos Eletroeletrônicos da capital paranaense e Região Metropolitana (Seletroar) negociava com a empresa há cerca de um para tentar evitar as demissões em massa.

A companhia se comprometeu em pagar alguns benefícios aos servidores demitidos, como o pagamento de um salário extra e quatro meses de vale-alimentação, com o valor estipulado em R$ 1,5 mil. A Electrolux vai manter, por quatro meses, o plano de saúde para as famílias.