Ricardo Sahlberg, diretor de comunicação, marketing e eventos da Sucesu, entregou o prêmio para Júlia Merker, do Baguete.

Júlia Merker, repórter do Baguete, foi a vencedora na categoria Jornalista de TIC do Prêmio Sucesu, um reconhecimento anual entregue pelo capítulo gaúcho da entidade de usuários de tecnologia, uma das mais tradicionais em atuação no país.

A escolha foi por votação aberta. Merker disputava o prêmio com Marta Sfredo, da Zero Hora, e Patrícia Knebel, do Jornal do Comércio. É a segunda vez que a jornalista do Baguete é indicada, a primeira foi em 2014.

"Esse reconhecimento, após quase seis anos de trabalho no Baguete, fecha com chave de ouro esse período de muito crescimento na minha carreira", afirma Merker.

A jornalista deixará a equipe do site em dezembro para cursar uma pós-graduação em Relações Públicas e Comunicações Corporativas no Seneca College, em Toronto.

A premiação foi entregue em Porto Alegre na noite de quinta-feira, 28.

Além do Baguete, foram destacados também as seguintes pessoas e empresas: 

·     CIO de SUCESU-RS – Roberto Nascimento;

·     Personalidade de TIC de SUCESU-RS – Alexandre Trevisan;

·     Empresa Inovadora em TIC de SUCESU-RS – Umov.Me;

·     Empresa em Serviços de TIC de SUCESU-RS – Sensedia;

·     Empresa de Infraestrutura de TIC de SUCESU-RS – Algar Telecom;

·     Jornalista ou Veículo de Imprensa de TIC de SUCESU-RS – Julia Merker (Baguete);

·     Prêmio GU DE SUCESU-RS – GUTS – Grupo de Usuários de Teste de Software;

·     Prêmio GU Inovação – RSJUG – Grupo de Usuários de Java do RS;

·     Prêmio GU DESTAQUE – GUIX – Grupo de Usuários de User Experience;

·     Prêmio Artigo de SUCESU-RS - Godo Rodolfo Goemann Jr, com o artigo “Disrupções ou sinergia?”

A Sucesu-RS encerrou 2019 com a realização de 65 eventos, entre seminários e encontros de grupos, reunindo quase 5 mil pessoas para debater tecnologia e seus impactos na sociedade.

“Há dois anos estamos trabalhando o tema da transformação digital e esse ano o foco foi em negócios disruptivos e pessoas, porque não podemos mais falar em tecnologia sem falar em pessoas, em como desenvolver habilidades de relacionamento para que a aí sim a tecnologia seja inovadora e traga os resultados que queremos”, destacou Eugenio Romanini, presidente da Sucesu-RS.