Foto: divulgação.

O Bradesco lançou uma integração com o Governo Federal na qual os clientes do banco poderão acessar os serviços públicos federais, estaduais e municipais integrados ao portal gov.br com as mesmas credenciais de suas contas bancárias.

A novidade já está disponível e, agora, os clientes do banco não precisam mais memorizar novos login e senha ou fazer cadastros adicionais para acessar os serviços digitais disponibilizados pelo governo. 

Na prática, quando o usuário acessa algum site gov.br e clica no botão entrar, uma das opções que aparecem é um ícone do Bradesco. 

Clicando no ícone, a página usual de login do banco é aberta para que os números de conta e agência sejam inseridos. É feita, então, uma validação digital com o QR Code e é preciso digitar a senha de quatro dígitos.

Antes de finalizar, o cliente deverá ler e concordar com o termo de uso e, por fim clicar em "autorizar" para realizar o acesso.

Segundo a empresa, o acesso via conta será usado somente se o cliente autorizar e essa autorização pode ser cancelada a qualquer momento. Com isso, o Governo só terá acesso ao nome e CPF do cliente e não aos dados da conta bancária.

O Bradesco é o primeiro banco privado a oferecer esse tipo de acesso. Até então, somente o Banrisul e o Banco do Brasil estavam integrados ao portal. O banco federal havia implantado o login único em abril de 2020, enquanto a instituição gaúcha aderiu ao acordo no início de novembro.

"O pioneirismo em conceber soluções de ponta é uma das marcas ao longo de nossa história. As novas funcionalidades tecnológicas são absorvidas e utilizadas pelo Bradesco com o objetivo de direcionar sua aplicação em conveniência e facilidade a serviço do cliente", afirma José Gomes Fernandes, diretor de segurança corporativa do Bradesco.

O portal gov.br concentra 3.941 serviços, compreendendo as mais diversas categorias, desde agricultura até turismo, passando por assistência social e educação, por exemplo.

"A facilidade e a simplicidade com que os clientes do banco passam a acessar os serviços do governo federal é o diferencial com que trabalhamos nesta ação e desejamos expandir ainda mais”, afirma Caio Mario Paes de Andrade, secretário especial de desburocratização, gestão e governo digital do Ministério da Economia.

Fundado em 1943, o Grupo Bradesco faturou R$ 31,1 bilhões no segundo trimestre de 2020.