Obama, o maior do tweets. Foto: divulgação.

Um relatório divulgado nesta semana pelo Conselho de Política Digital (DPC) indica que atualmente cerca 75% dos chefes de estado em todo o mundo participam ativamente do Twitter, usando contas pessoais ou em nome do governo.

Segundo destacou o TechCrunch, o levantamento avaliou 164 países, e 123 deles participam no Twitter. Em 2011, a mesma pesquisa mostrou que apenas 69 destes países se relacionavam com público por uso da rede.

De acordo com estudo, Barack Obama ocupa com larga margem o topo da lista como líder com o maior número de seguidores (25 milhões). O presidente venezuelano Hugo Chavez é o segundo colocado, com 3,8 milhões. Em terceiro, está o presidente da Turquia, Abdullah Gül, com 2,6 milhões de seguidores.

Por sua vez, Dilma Rousseff, ocupa a sexta colocação, com 1,7 milhão de seguidores, depois do primeiro-ministro russo Dmitry Medvedev (1,8 milhão).

Segundo Colleen Taylor, do TechCrunch, o Twitter está perpetuamente estabelecendo novos recordes em termos de usuários e atividades a um ritmo acelerado, e dizem que está cada vez mais transformando todo esse uso em receita.

"Enquanto o site ainda tem um pouco de reputação por ser frívolo - e ainda é um ótimo lugar para frivolidades - faz sentido que algumas das pessoas com a mais séria das ocupações estejam finalmente começando a entender o valor da plataforma", observa Taylor.