Hospital no México está apostando em empresas brasileiras. Foto: Pixabay.

A Indyxa, integradora de TI catarinense, está atuando em um projeto em uma rede de hospitais no México junto com a Tasy, companhia de sistemas de gestão para a área de saúde fundada em Santa Catarina e hoje parte do portfólio da Phillips.

O cliente é a Hospitales Mac, que soma 210 leitos e 10,5 mil cirurgias realizadas ao ano em seis instituições diferentes espalhadas pelo país. A empresa vai rodar o sistema de gestão Tasy na nuvem da AWS.

Mais três hospitais estão em construção pela rede, que deve chegar a 2020 com 330 leitos. Todos serão atendidos pelas companhias de TI brasileiras.

Atualmente, estas instituições estão localizadas em San Miguel de Allende, Aguascalientes, Celaya, Irapuato, Guadalajara e Puebla. A previsão é de que a implantação seja realizada em até nove meses.

De acordo com o diretor da Indyxa, Rodrigo Luchtenberg, a chegada da Hospitales Mac atesta a credibilidade que a empresa começa a ter não só no Brasil, mas também na América Latina. 

José Luis Lara Prieto, Chief Strategy Officer, da Hospitales Mac, destaca que a escolha pelas empresas brasileiras aconteceu por conta da experiência na realidade hospitalar. 

“Buscamos parceiros que saibam que, num ambiente como o nosso, a tecnologia pode causar revoluções e, para isso, precisa respeitar processos e peculiaridades de quem trabalha com a saúde das pessoas”, finaliza Prieto.

A Indyxa foi fundada em 2016 a partir da Teiko, integradora de TI de Blumenau com o carro chefe em tecnologia de banco de dados da Oracle e a OpenUX, companhia da mesma cidade cujo ponto forte é HP. 

São mais de 500 empresas atendidas no Brasil e na América Latina e cerca de 120 profissionais atuando em Blumenau, Brusque, São Paulo e Cidade do México.