Subestação da CEEE. Foto: CEEE.

A Sepco1, multinacional de engenharia chinesa realizando no momento obras em substações da CEEE no Rio Grande do Sul, está usando software da Construtivo para gerir a documentação das obras.

A empresa levou os contratos para serviços de ampliação e adequação nas subestações de Passo Real, Santo  ngelo 2 e Guarita no começo de 2014, por R$ 28,9 milhões.

Um gerenciador eletrônico de documentos era parte das exigências nos editais da CEEE-GT para controlar em tempo real o andamento dos projetos.

“Além da disponibilidade do sistema no idioma nativo para os usuários chineses, que é um diferencial, escolhemos o Colaborativo por sua aderência aos requisitos técnicos exigidos pela CEEE, com base no atendimento, personalização, além de possibilidade de gráficos e análises e de uma rede personalizada de arquivos”, completa o gerente regional da Sepco1, Cao Fubo.

Obras do setor elétrico tipicamente envolvem fluxos de documentação entre diferentes fornecedores e gestores de projeto. Um outro cliente da Construtivo no segmento é a Belo Monte Transmissora de Energia (BMTE), concessionária de serviço público responsável pela hidrelétrica de Belo Monte.

O Construtivo, fundado em 1999 como uma joint venture do Grupo Santander, tem sede em São Paulo e filial em Porto Alegre, e tem seu portfólio o Construtivo, focado no segmento de construção civil, assim como o Colaborativo. A empresa tem 100 clientes ativos, incluindo nomes como CSN, CPFL, Cyrela Sul, Makro, UHE Belo Monte, Rumo e Raízen.