O aplicativo de transporte Uber iniciou sua operação em Recife. Foto: AmsStudio/Shutterstock.

O aplicativo de transporte Uber iniciou sua operação em Recife na tarde desta quinta-feira, 3. A chegada oficial do app em Recife acontece cerca de um mês e meio depois do início das buscas da empresa por executivos na cidade.

A companhia anunciou no LinkedIn em janeiro as oportunidades de gerente geral, coordenador de operações, gerente de operação & logística e gerente de marketing.

Com o início das viagens, o desafio do Uber deve aumentar em Recife, onde o app também enfrenta resistência de taxistas e representantes do governo.

Em setembro, antes da empresa insinuar qualquer intenção de chegar à capital pernambucana, a Câmara de Vereadores do Recife aprovou uma lei que proibe a circulação de motoristas particulares contratados via aplicativo de celular.

O projeto de lei aprovado veta “a disponibilização de motoristas e veículos que não atendam as exigências da Lei Federal 12.468/2011 ou a legislação municipal que disciplina o transporte individual de passageiros”. O texto ainda impõe uma multa de R$ 2 mil para a operadora ou administradora do aplicativo que descumprir a lei.

Hoje, o Uber tem presença nas São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, Campinas, Betim e Contagem, além de Recife.

Entre as capitais, Curitiba deve ser a próxima a contar com o Uber. Em fevereiro, a empresa enviou um e-mail para convocar profissionais a atuarem como motoristas do serviço.

Apesar de afirmar que o Uber X deve “finalmente ser lançado em Curitiba”, o e-mail não estabelece uma data para o início da operação na cidade. A assessoria do Uber afirmou que a empresa está avaliando a possibilidade de Curitiba receber o app “em algum momento de 2016”.