Jairson Vitorino e Alessandro Lima, CEOs da Elife. Foto: divulgação.

O Grupo Elife, dedicado a serviços e software para inteligência estratégica, social analytics e social CRM, fechou 2020 com um faturamento de R$ 65 milhões, um crescimento de 30% em relação ao ano anterior.

Segundo a companhia, a Buzzmonitor, plataforma de software-as-a-service para gestão de social media e atendimento multicanal do grupo, foi a unidade de negócios que mais cresceu no Brasil em 2020, chegando a uma alta de 80% em relação ao ano anterior.

Após o crescimento expressivo, a Elife planeja fazer da unidade de negócios o seu próximo spin-off, transformando o Buzzmonitor em uma empresa independente ainda em 2021.

Os serviços da companhia na área de customer experience no Brasil, Portugal e Espanha, focados na gestão e automação do atendimento multicanal, também se destacaram em 2020. 

Na Península Ibérica, onde a Elife CX tem operações desde 2006, a área cresceu 100%, com a companhia assumindo o atendimento e automação de atendimento de empresas como McDonald's e Sonae Sierra.

No Brasil, o crescimento da unidade de gestão da experiência multicanal do consumidor foi de 15%, com a adição de novas contas — como no caso da TotalPass, da qual a Elife é responsável pela automação e atendimento no WhatsApp e redes sociais.

Esse crescimento foi impulsionado pela pandemia, que aumentou a demanda por atendimento em WhatsApp, telefonia home office em nuvem, redes sociais e criação de bots e voice bots.

Por conta do aquecimento da demanda, a unidade lançou em 2020 o produto VozXpress, software-as-a-service dedicado à automação de centrais telefônicas e URAs com inteligência artificial. 

O VozXpress já possui clientes no Brasil e na Península Ibérica. Em Portugal, a plataforma foi usada para automatizar o atendimento telefônico do Shopping Colombo de Lisboa.

Outra unidade da Elife que apresentou crescimento foi a SA365, agência criativa presente no Brasil e em Portugal. 

No país europeu, o crescimento foi de 20% e, no Brasil, a agência cresceu 9,5% e inaugurou uma nova frente, chamada SA365 Health+Life, dedicada ao atendimento de contas de farmacêuticas, health techs e empresas da área de saúde.

Em 2020, o grupo também iniciou a Elife Participações, sua unidade de investimentos. Através dela, duas empresas já foram investidas e mais três estão programadas para receber investimento. 

"Os novos investimentos têm nos ajudado a não apenas ampliar nosso portfólio de negócios, mas a aprender e entrar em áreas que ainda não temos presença, como a de saúde e prevenção", conta Jairson Vitorino, sócio e CTO do Grupo Elife.

Fundado em São Paulo em 2004, o Grupo Elife está presente no Brasil, México, Espanha e Portugal, contando com cerca de 200 colaboradores e mais de 60 clientes ativos. 

Em seu portfólio, estão empresas como Oi, Vivo, Claro, Bayer, Kimberly-Clark, Bradesco, Banco Original, Burger King, Cacau Show, Electrolux, JBS e L'Oréal Paris.